60% dos brasileiros já usa carteira digital. Entenda!

De acordo com uma pesquisa realizada pela Serasa em parceria com a Opinion Box, mais de 80% dos brasileiros já conhecem as carteiras digitais, sendo que 63% deles fazem uso desse serviço.

Publicidade
Anúncios

Carteira digital

carteira digital

As carteiras digitais estão ganhando cada vez mais espaço na vida dos brasileiros. Afinal, elas podem ser criadas com poucos cliques e sem nenhuma burocracia. Além disso, tudo pode ser feito online, sem a necessidade do deslocamento físico.

Inclusive, essa popularidade pode ser vista em uma pesquisa realizada pela Serasa em parceria com a Opinion Box que mostrou que mais de 60% dos brasileiros já usaram algum tipo de serviço.

Um dos fatos que fazem a grande maioria dos brasileiros optarem pelas carteiras digitais é que elas funcionam praticamente como um banco digital. Afinal, dá para fazer absolutamente tudo o que você precisa por elas. Quer saber mais? Vem com a gente.

CARTÃO PAGBANK
CARTÃO DA CONTA DIGITAL

CARTÃO PAGBANK

SEM ANUIDADE
 
NEGATIVADO
O cartão Visa PagBank* é grátis, sem anuidade e internacional.
Você permanecerá no site atual

O que as carteiras digitais oferecem?

Cada carteira digital oferece os seus próprios serviços para os clientes. Mas a maioria delas costuma oferecer a possibilidade de pagar boletos, tributos, fazer transferências, receber salários e assim por diante.

Anúncios
Publicidade

Dentre as carteiras digitais mais famosas estão o Mercado Pago, PicPay e até mesmo o Iti do Itaú. No caso do PicPay, ela chega a oferecer até cartão de crédito para os seus clientes. Já o Mercado Pago e Iti oferecem também cartão de débito.

Além disso, há a possibilidade de realizar pagamentos por QR Code que é uma modalidade que vem ganhando força com o crescimento do Pix. No entanto, a facilidade com que as carteiras digitais podem ser criadas é o que garantem o seu sucesso.

Publicidade

Em alguns casos, são necessários apenas alguns cliques para que o usuário já possa começar a usá-las. Tudo é feito de maneira simples, sem nenhuma burocracia. Basta só baixar o aplicativo e ter acesso a internet.


Veja também:


Mais de 80% das pessoas conhecem as carteiras digitais

Para se ter uma ideia, por conta dessa praticidade a popularidade das carteiras digitais cresceu bastante. Não é para menos que mais de 80% dos brasileiros conhecem as carteiras digitais.

Esses dados são de uma pesquisa feita pela Serasa e mostram que 80% dos entrevistados conhecem as carteiras digitais. Só para ilustrar, esse percentual está bem próximo do conhecimento da população sobre cartão de crédito (85%), boleto bancário (84%) e cartão de débito (83%).

Publicidade

Dos 80% das pessoas que disseram conhecer as carteiras digitais, 63% delas disseram que usam esse tipo de serviço como meio de pagamento recentemente. A modalidade ficou atrás somente dos pagamentos por cartão de crédito (77%), cartão de débito (73%) e boleto bancário (72%).

Na maioria dos casos, os serviços oferecidos pelas carteiras digitais não possuem custo nenhum. Ou seja, o cliente pode operar ela sem pagar nenhuma taxa de mensalidade por isso. Interessante, não é mesmo?

Carteiras digitais popularizaram o cashback

Além disso, as carteiras digitais popularizaram o cashback que é uma espécie de desconto. Nesse caso, parte do dinheiro que você gastou em uma compra volta para você. Inclusive, 53% dos usuários das carteiras digitais fizeram essa opção por conta do cashback.

Publicidade

Já para 37% dos usuários, um dos fatores de peso foi o fato de poderem realizar pagamentos, enquanto 33% disseram que o DOC, TED e Pix pesaram na decisão. Para outros 36% dos entrevistados os descontos contaram bastante e 24% disseram que as compras na internet foram fundamentais.

Dentre os estados que mais usam a carteira digital está o Sudeste com 48%, seguido do Nordeste com 22%, Sul com 15%, Centro-oeste com 9% e Norte com 6% dos usuários. A adesão às carteiras digitais é maior entre as pessoas com 30 a 39 anos que correspondem a 27% dos usuários.

Quando distribuídas por classe social, a classe C também é a que mais aderiu à modalidade com 39%, seguida da classe D/E com 36% e depois da classe A/B com 25%. Aqui é possível notar o papel de inclusão digital das carteiras digitais.

Pois as classes mais baixas não possuíam acesso aos bancos por meio de dispositivos móveis, ao passo que as classes mais abastadas já contavam com esse acesso. A pesquisa entrevistou mais de 2 mil pessoas em fevereiro deste ano.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.