7 de setembro: Aneel determina taxa extra mais cara na conta de luz

No dia da independência do Brasil, há poucos motivos para se comemorar. Até porque, o país está vivendo sua pior crise hídrica dos últimos 91 anos, e a Aneel determinou taxa extra ainda mais cara na conta de luz.

Publicidade
Anúncios

Crise hídrica

crise hidrica

A estiagem neste ano de 2021 parece não ter fim. Não é para menos que o Brasil vem passando pela pior crise hídrica em 91 anos, e por conta disso a Aneel determinou uma nova taxa extra mais cara na conta de luz.

Na última quinta-feira (01) o vice-presidente da república Hamilton Mourão, chegou a afirmar que o Brasil poderá enfrentar algum tipo de racionamento de energia elétrica em razão da crise energética no país.

Em uma coletiva dada à imprensa no Palácio do Planalto, ele chegou a afirmar que o governo está tomando as medidas necessárias para melhorar a situação, e para isso criou uma comissão que está acompanhando tudo para evitar um apagão no Brasil.

CARTÃO NEXT
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO NEXT

SEM ANUIDADE
 
CASHBACK
Um cartão de crédito como nenhum outro!
Você permanecerá no site atual

Aneel criou uma taxa extra mais cara na conta de luz

Para evitar um apagão no Brasil, a Aneel criou uma taxa extra ainda mais cara a ser cobrada na conta de luz. A decisão foi tomada para evitar que tenhamos que passar por um racionamento como apagões por exemplo.

Anúncios
Publicidade

Segundo o ministro Bento Albuquerque, ainda não há possibilidade de racionamento no horizonte, contudo, ele disse que a condição hidroenergética se agravou e pediu aos consumidores que reduzam o desperdício de energia.

Pequenas ações como apagar as luzes e aparelhos quando não estão em uso podem ajudar bastante o país a sair dessa. No entanto, para forçar os consumidores ao racionamento, a Aneel decidiu criar uma taxa extra ainda mais cara, conforme antecipamos.

Publicidade

Chamada de “bandeira tarifária escassez hídrica”, ela entrou em vigor na quarta-feira passada e deverá permanecer ativa até o dia 30 de abril de 2022. Portanto, agora quem usar mais energia será ainda mais penalizado.


Veja também:


Como funciona essa nova bandeira tarifária?

A nova bandeira tarifária vai adicionar R$ 14,20 na conta de luz para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Até então, o preço mais alto era da “bandeira vermelha patamar 2”, cujo valor era de R$ 9,49 reajustado em junho.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), o Brasil está atravessando a sua pior crise hídrica dos últimos 91 anos, sendo que os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste que correspondem a 70% da energia gerada no país, estão com 21,3% da capacidade de armazenamento.

Publicidade

Inclusive, a previsão da ONS é que os reservatórios cheguem em novembro com apenas 10% da sua capacidade. Por isso, no último dia 31 de agosto, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, fez um apelo por um “esforço de redução de consumo” de energia elétrica no Brasil.

Ele disse que por enquanto não haverá possibilidade de racionamento, mas destacou que a condição hidroenergética se agravou no país. Em um pronunciamento oficial, ele pediu que a população reduza o desperdício de energia.

O esforço precisa partir de todos os envolvidos

Ainda de acordo com o ministro, para aumentar a segurança energética e afastar o risco de falta de energia no horário de maior consumo é preciso que a administração e o consumidor façam um esforço inadiável de redução de consumo.

Publicidade

Todos precisam se empenhar para atravessar com segurança esse momento grave que estamos passando e consequentemente diminuir o custo da energia. Inclusive, haverá incentivos para isso.

Pois, o governo anunciou um programa que dará desconto na conta de luz dos consumidores residenciais e pequenos negócios que conseguirem reduzir de forma voluntária o consumo de energia. Embora a previsão seja de que o programa terá duração até dezembro, ele pode ser prorrogado.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.