Vire o jogo: saiba como lidar com o acúmulo de dívidas

Está imerso em tantas dívidas? Confira nossas dicas para que você aprenda como virar o jogo e sair do vermelho nos próximos meses.

Publicidade
Anúncios

Como lidar com o acúmulo de dívidas

Acúmulo de dívidas

Você não sabe como lidar com o acúmulo de dívidas? Está desesperado e tem dificuldades para dormir? O seu humor altera drasticamente? Se respondeu positivamente a uma dessas perguntas, continue lendo este artigo. 

Aqui, vamos listar algumas dicas para que você aprenda como virar o jogo e sair do vermelho nos próximos meses. Separamos orientações que podem ser aplicadas hoje mesmo.

Então, não perca mais tempo. Continue com a leitura e tire todas as suas dúvidas. 

Vamos lá? 

Anúncios
Publicidade

Mantenha a calma 

Não se trata apenas de um problema financeiro. O acúmulo de dívidas traz consequências negativas para a sua saúde, como depressão, tristeza, alteração de humor, dor de cabeça, falta de apetite, insônia, cansaço, queda de produtividade, entre outros. 

O mais indicado neste momento é manter a calma e incluir atividades saudáveis em sua rotina para administrar a ansiedade com mais tranquilidade. 

Publicidade

Você deve ter cuidado, por exemplo, com a alimentação. Evite doces e gorduras no cardápio. Exercícios físicos são bem-vindos. Para espantar o sedentarismo, recomendamos algumas atividades, como musculação, corrida, futebol, natação, uma simples caminhada, aula de dança e andar de bicicleta. 

A meditação também é uma ótima dica para desacelerar. Ela traz diversos benefícios para a sua saúde, entre os quais: melhora a qualidade do sono, aumenta a produtividade, promove o autoconhecimento e o coração fica mais saudável. 

Manter a saúde em dia é o primeiro passo para superar um grande obstáculo. 

Converse com a sua família 

Publicidade

As dívidas de uma determinada residência não são responsabilidades somente de uma única pessoa. Se você vive com seu cônjuge e/ou filhos, procure ter uma conversa aberta com todos os membros da família sobre a situação atual.

Neste momento, recomendamos não apontar culpados. O cenário precisa de união e todos devem cooperar para virar o jogo. 

Durante a conversa, você deve explicar o quanto é importante alterar a rotina e mudar alguns comportamentos em relação ao dinheiro. Vale a pena, por exemplo, pensar se realmente é indicado exagerar nas compras neste Natal. É possível diminuir os gastos com o automóvel? Como os membros da família podem economizar na conta de luz? 

Publicidade

Esses questionamentos ajudam a criar planos de ações mais assertivos. Provavelmente, será mais fácil economizar e sair do sufoco. 

Monte um plano de ação 

Após cuidar da sua saúde e abrir o jogo com a sua família, é hora de montar um plano de ação. 

O primeiro passo para resolver qualquer obstáculo é entender melhor a realidade financeira. Aqui, você deve fazer um diagnóstico completo do orçamento familiar. 

Uma dica interessante é criar uma planilha e registrar todas as fontes de renda da família. É importante incluir o seu salário e dos outros membros, retornos de investimentos e demais verbas que entram a cada mês. 

Em seguida, faça uma lista com os custos fixos (aluguel, condomínio, prestação da casa e do carro, mensalidade da escola das crianças, conta de luz e conta de água, além do gás). Os custos variáveis também entram nas anotações, como alimentação e entretenimento. 

Para finalizar o processo, recomendamos listar tudo que está devendo. Dessa forma, você consegue ter um panorama geral dos problemas e entender o que precisa ser feito para solucioná-los.

Publicidade

Veja mais em: 

Antecipe o problema 

Publicidade

Vamos finalizar as nossas dicas falando sobre a negociação das dívidas com os seus credores. Essa etapa é essencial por dois motivos. Primeiro, porque impede o aumento de despesas. Segundo, porque você consegue eliminar a cobrança de juros, facilitando o pagamento. Por isso, busque sempre antecipar o problema, antes que seja tarde demais.

Sabemos o quanto esse momento está complicado. Antes de entrar em desespero, lembre-se que a situação atual é passageira. Em breve, tudo voltará ao normal. 


Após descobrir como lidar com o acúmulo de dívidas de cabeça erguida, siga-nos nas redes sociais e conheça outras dicas importantes para a sua rotina financeira, como conta digital, cartão de crédito e muito mais.