Aposentadoria: como se preparar financeiramente e como começar?

Neste artigo sobre aposentadoria, temos dicas para você planejar financeiramente o seu futuro. Seja com investimentos, INSS e outros.

Publicidade
Publicidade

Aposentadoria

aposentadoria

Você está se preparando para sua aposentadoria? Tem algum planejamento para passar os seus últimos anos de vida com tranquilidade?

Embora muitas pessoas queiram chegar no final da vida com tranquilidade, a verdade é que pouca gente começa a se preparar para isso.

E então eu te pergunto: como você está se preparando para chegar ao momento de parar de trabalhar? Já começou a pensar na sua aposentadoria?

Como se preparar financeiramente para sua aposentadoria?

O brasileiro é um povo imediatista por natureza. Há sempre aquele pensamento enraizado que ouvimos constantemente: “mas e se eu morrer amanhã”.

Anúncios
Publicidade

Esse pensamento perdurou por muito tempo na nossa cultura e, por isso, nos dias atuais vemos tanta gente chegar na aposentadoria sem nenhuma segurança financeira.

No entanto, essa cultura parece estar mudando de uns tempos para cá. Principalmente após a Covid-19.

Publicidade

Essa pandemia que chegou de repente em nossas vidas mostrou a importância de ter uma reserva financeira e uma segurança para lidar com situações difíceis.

E quando falamos em segurança não podemos esquecer da nossa aposentadoria, afinal, nessa última fase da nossa vida estaremos mais cansados para o trabalho.

Sendo assim, é preciso começar a pensar hoje para colher frutos amanhã. E o primeiro passo é começar a contribuir para o INSS.

Publicidade

Se você é profissional autônomo, entenda que isso é fundamental para chegar com um pouco mais de tranquilidade no final da vida.

Afinal, se você não tiver no mínimo 15 anos de contribuição, não irá se aposentar. Por isso, recolher a guia de forma individual é o primeiro passo para ter uma segurança.

Complemente a sua aposentadoria com investimentos

Além de pagar o INSS, que é uma segurança para o seu futuro, você também precisa pensar em complementar a sua aposentadoria.

Publicidade

Hoje existem diversos planos de previdência privada que rendem mais do que a poupança e o CDB. É só pensar: se você guardar R$ 100 por mês, durante 30 anos, quanto você terá?

Existem no mercado basicamente dois planos de aposentadoria privada: o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

Eles são bem parecidos, sendo que a principal diferença entre ambos está na tributação. Quem escolhe o PGBL pode deduzir os aportes do IR com limite de até 12% ao ano.

Por isso, esse plano é mais indicado para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda. Para quem faz a declaração simplificada, o ideal é optar pelo VGBL.


Veja também:


Aposentadoria ou reserva de emergência: o que fazer primeiro?

Pensar na aposentadoria é fundamental para você chegar no final da vida com tranquilidade.

Publicidade

Mas, não se esqueça que antes de tudo você precisa construir a sua reserva de emergência. Pois, se você precisar de dinheiro e tiver que resgatar o seu plano de aposentadoria, irá perder em rentabilidade.

Publicidade

Por isso, o primeiro passo é se organizar para guardar ao menos 10% do seu salário. Comece guardando em um fundo de renda fixa com liquidez diária.

Assim que você atingir o valor do seu custo de aproximadamente seis meses, comece a direcionar o aporte mensal para investimentos de longo prazo.

Essa é uma forma inteligente de conseguir criar uma segurança no presente, e também no futuro. Inclusive, os bancos privados possuem boas oportunidades de investimentos para aposentadoria.

Tanto o Bradesco, quanto o Itaú ou Santander possuem bons planos de previdência privada. Vale a pena começar a poupar ao menos R$ 100 por mês para garantir o seu futuro, e o futuro da sua família.

Diz, aí vai começar a pensar na sua aposentadoria? Se gostou deste artigo, então compartilhe com seus amigos nas redes sociais. E se deseja saber mais sobre planejamento financeiro, leia aqui sobre como recuperar as finanças em 2021.

Publicidade