Auxílio emergencial: 9,7 milhões de brasileiros ainda estão em análise

Por que ainda tem gente com o auxílio em análise? Mais de 9,7 milhões de brasileiros ainda aguardam a aprovação do benefício. Saiba mais a seguir.

Publicidade
Anúncios

Auxílio emergencial

auxilio emergencial caixa economica federal 2020

O seu auxílio emergencial ainda não saiu da análise? Igual a você, 9,7 milhões de brasileiros ainda aguardam a aprovação do benefício.

Enquanto grande parte dos beneficiários já recebeu a segunda parcela do auxílio emergencial, uma grande leva de brasileiros sequer viram o seu cadastro sair da análise.

Deste total, 4,9 milhões de trabalhadores informais ainda estão na primeira análise e 4,8 milhões solicitaram a reanálise por meio do aplicativo.

Segundo dados da própria Caixa Federal, já foram pagos até o momento cerca de R$ 60 bilhões em benefícios que foram destinados a desempregados, profissionais informais e microempreendedores individuais.

Anúncios
Publicidade

Mas afinal, porque ainda tem gente com o auxílio em análise? Essa é uma pergunta que nem mesmo a DataPrev sabe responder com precisão. Mas, a expectativa é que tais casos sejam resolvidos o mais rápido possível.

Recebimento da segunda parcela do auxílio emergencial não gera aglomerações

Para quem foi aprovado e já está recebendo o auxílio emergencial, observou algumas mudanças no pagamento do benefício.

Publicidade

Uma delas é que agora todos obrigatoriamente receberam o benefício por uma poupança social da Caixa que pode ser controlada pelo aplicativo Caixa Tem.

Contudo, apesar do benefício estar caindo nesta poupança social, os beneficiários não podem em um primeiro momento fazer saques e nem transferências para outras contas.

Sendo assim, esses beneficiários podem somente usar o saldo para fazer pagamento de boletos ou compras por meio do cartão de débito virtual que pode ser gerado pelo aplicativo da Caixa Tem.

Publicidade

Essa decisão foi tomada para evitar aglomerações nas agências já que os beneficiários do Bolsa família começaram a sacar os benefícios no dia 18 e irão terminar somente no dia 29 de maio.

Na sequência, quem recebeu o benefício pelo aplicativo poderá ir até a agência para fazer o saque, também por ordem de nascimento para evitar aglomerações. Com isso, a Caixa está colaborando para a diminuição do contágio por Coronavírus.


Veja também:

Publicidade

E quem ainda não recebeu o benefício, como fica?

Embora a grande maioria das pessoas já esteja recebendo a segunda parcela do auxílio emergencial, uma grande parte sequer saiu da análise.

Esse é um problema que está acontecendo por conta da empresa de tecnologia do governo que é responsável pela análise de dados, a DataPrev.

Dessa forma, os primeiros que foram analisados são os inscritos no Cadastro Único do governo federal. Pois, como eles já estavam cadastrados o governo já possuía as informações necessárias para avaliação.

Mesmo assim, esses beneficiários também tiveram que esperar por mais de dez dias para ter o auxílio emergencial aprovado. No entanto, para quem não estava no cadastro único, a situação foi ainda mais difícil.

Pois a DataPrev precisava coletar as informações que foram colocadas no aplicativo e cruzá-las com os dados da Receita Federal e de outras fontes de informações.

Como eram muitos os cadastros, o sistema acabou sobrecarregando. Afinal, o coronavírus chegou de repente, sendo que o governo brasileiro não estava preparado para atender uma demanda deste tamanho.

Publicidade

Desse modo, quem ainda está com o auxílio emergencial em análise, não tem o que fazer, a não ser esperar. É possível, entretanto, entrar em contato através do telefone 111 para saber mais informações sobre o seu benefício.

Publicidade

Uma outra possibilidade é tentar refazer o cadastro, embora essa também não seja nenhuma garantia de que ele será aprovado rapidamente.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.