Auxílio Emergencial: 23 milhões de domicílios melhoraram o padrão de vida

O benefício do auxílio emergencial desenvolvido em 2020, foi capaz de elevar o padrão de vida de aproximadamente 23 milhões de lares brasileiros.

Publicidade
Anúncios

Auxílio Emergencial

auxílio emergencial

O Auxílio Emergencial criado pelo governo federal para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus já está surtindo efeito.

O benefício já foi capaz de elevar o padrão de vida de aproximadamente 23 milhões de lares brasileiros.

De acordo com estimativa de um relatório divulgado pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, nos lares mais pobres, 93% da renda vem do benefício social que é pago pelo governo federal.

Essa estimativa da Secretaria é baseada nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios que foi realizada durante a Covid-19.

Anúncios
Publicidade

Foi analisado no Estudo, a abrangência, o foco e o efeito sobre a distribuição de renda do auxílio emergencial durante o período de confinamento.

Segundo o mesmo relatório, o auxílio emergencial foi capaz de atender os objetivos do brasileiros durante o período de isolamento social, visto que sua concentração se deu em trabalhadores informais e desempregados.

Publicidade

Também foi possível encontrar dados no relatório que mostram que o benefício chegou especialmente nas faixas mais baixas da população, contribuindo para evitar o agravamento da desigualdade social no período.

Concentração do auxílio emergencial entre os mais pobres

O relatório da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia destacou ainda que a medida foi fortemente concentrada nos 30% mais pobres da população brasileira.

O dado é interessante, pois apesar das denúncias apuradas pela Controladoria Geral da União (CGU) que identificou o recebimento indevido por diversos beneficiários, o auxílio conseguiu cumprir o seu papel.

Publicidade

De acordo com dados do relatório, nos 23 milhões de domicílios atendidos pelo auxílio emergencial, houve uma elevação no padrão de vida. Ou seja, os moradores saíram do nível habitual de renda, superando os limites da extrema pobreza e da pobreza.

Segundo informou o Ministério da Economia em um comunicado “o auxílio emergencial conseguiu atingir plenamente seus objetivos. O foco na população mais pobre e nos trabalhadores informais merece destaque.”

Ainda de acordo com o mesmo comunicado “muitas famílias tiveram sua vida melhorada pelo auxílio, permitindo a adoção de práticas voltadas à prevenção contra a Covid-19 e a elevação do seu padrão de consumo”.

Publicidade

Veja também:


Entendendo o auxílio emergencial e seu papel

O auxílio emergencial é um benefício que foi criado pelo governo federal para ajudar os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs) e pessoas sem emprego a superarem a crise atual.

No total, mais de 62 milhões de pessoas foram atendidas pelo governo federal por meio da Caixa que foi a instituição responsável por fazer o repasse do benefício.

Para fazer a solicitação foi criado um aplicativo próprio, onde era necessário preencher alguns dados que posteriormente foram submetidos à aprovação. Inicialmente a proposta do governo era pagar 3 parcelas no valor de R$ 600.

No entanto, por conta do prolongamento da quarentena, foi aprovado pelo Congresso o pagamento de mais duas parcelas que serão pagas nos meses de julho e agosto.

Programa Renda Brasil

Através de uma análise detalhada sobre os impactos do auxílio emergencial, o governo federal decidiu anunciar no segundo semestre deste ano o programa Renda Brasil.

Publicidade

A ideia do ministério da Economia é concentrar diversos benefícios sociais em um só, com uma abrangência ainda maior que o Bolsa Família.

Publicidade

O valor deste benefício ainda está sendo estudado pelo ministério da Economia, assim como a sua alocação no orçamento federal.

Contudo, este programa tende a minimizar problemas de concentração de renda que poderiam surgir após a pandemia. Esse é um pontapé inicial para o tão sonhado programa de renda básica universal que hoje é debatido no mundo todo.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.