Auxílio Emergencial: 1,4 milhões de pessoas receberão hoje (18/04)



Anúncios



Anúncios

Segundo a Caixa Econômica Federal, mais de 1,4 milhões de pessoas receberão hoje (18/04) o auxílio emergencial.

O benefício é uma ajuda do governo federal para os profissionais autônomos, informais, microempreendedores individuais (MEIs) e desempregados. Aproximadamente 45 milhões de pessoas solicitaram o benefício.

Desse modo, quem fez o cadastro pelo site ou aplicativo “CAIXA | Auxilio Emergencial” e optou por receber o valor em uma conta corrente de outro banco que não seja a Caixa, receberá hoje o valor em conta corrente.

Para os beneficiários do Bolsa Família a previsão de recebimento do benefício é de até o final do mês, segundo o calendário do banco.



Anúncios

Auxílio emergencial será creditado hoje para 1,4 milhão de inscritos

Segundo o calendário de pagamento da Caixa Federal, serão creditados pagamentos para exatos 1.420.466 inscritos por meio do site ou do aplicativo da Caixa. Essas são as pessoas que possuem conta em outro banco que não seja a Caixa.



Anúncios

Até às 10h00 de ontem (17/04) 16,6 milhões de brasileiros já haviam recebido o benefício, o que corresponde a R$ 11,36 bilhões.

Dentre as pessoas que já receberam a primeira parcela do auxílio emergencial estão os 9,29 milhões de inscritos no Cadastro Único que não receberam o bolsa família, 3,85 milhões de beneficiários do bolsa família e 3,44 milhões que fizeram o cadastro no site e aplicativo e possuíam conta poupança na Caixa.

Calendário para receber o benefício do governo

Para organizar o recebimento do auxílio emergencial o governo criou três calendários de pagamentos diferentes.

Sendo assim, haverá um calendário para quem solicitou o auxílio emergencial pelo aplicativo ou site do programa.

Um segundo calendário para os beneficiários que recebem o bolsa família e um terceiro para quem está inscrito no cadastro único, não recebe bolsa família e mulheres chefes de família.



Anúncios

O Calendário de recebimento ainda está sendo determinado pelo governo que anunciou que tudo estará regularizado até a semana que vem. Essa ajuda vem de encontro a necessidade de diversos profissionais neste momento.


Veja também:


Auxílio emergencial é uma ajuda para combater a crise

O Auxílio emergencial é uma ajuda do governo federal para profissionais informais, autônomos, microempreendedores e desempregados neste momento delicado da economia brasileira e mundial.

Estamos passando por uma das maiores crises jamais vista na história. Todos os dias milhares de mortes são registradas ao redor do mundo, causando pânico geral em todos os habitantes do planeta.

Ainda não se sabe quando uma vacina ou uma cura efetiva será divulgada, e por isso as autoridades sanitárias apontam o isolamento social como uma possível prevenção para evitar a proliferação da doença.



Anúncios

O isolamento evita que muitas pessoas contraiam a doença ao mesmo tempo, visto que o vírus tem um poder de propagação muito rápido. Isso impede uma sobrecarga no sistema de saúde, colaborando para a redução de mortes causadas pela doença.

Os impactos econômicos causado pelo isolamento social

Se por um lado o isolamento minimiza a proliferação do vírus, por outro os impactos econômicos são substanciais. Diversos setores são diretamente afetados pela crise, ocasionando uma quebradeira sem precedentes.

Diversas empresas estão paradas, o consumo está retraído e como consequência o desemprego já assombra, portanto, o lar de milhares de famílias. A situação é, dessa forma, ainda pior em países como o Brasil.

Afinal, passamos por um recesso econômico há bem pouco tempo e a situação fiscal do país ainda é bastante delicada. Isso impossibilita, todavia, o governo federal a aumentar a ajuda para muitos setores da economia.

Dessa forma, governo, instituições bancárias e grandes empresas se unem para evitar consequências ainda piores em todo país.



Anúncios

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.