Auxílio emergencial terá mais duas parcelas de R$ 300



Anúncios

Muito se falou sobre a possibilidade do auxílio emergencial ser estendido. Agora é praticamente oficial. Serão pagos mais duas parcelas no valor de R$ 300,00.

De acordo com membros da equipe econômica, a informação que foi divulgada em primeira mão pelo jornal O Globo tem procedência.

Dessa forma, o custo aproximado para o governo para estender o benefício por mais dois meses será de aproximadamente R$ 51 bilhões.

Com isso, as pessoas que foram afetadas pela crise causada pela pandemia de Coronavírus, terão mais tempo pela frente para se restabelecer.



Anúncios

Além disso, é esperado para esta semana a divulgação do calendário de pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial.



Anúncios

Haverá uma mudança na Lei para o pagamento das duas parcelas de R$ 300

Para poder fazer a extensão do benefício será necessário fazer uma modificação na Lei que criou o auxílio emergencial.

Afinal, nela é determinado o valor e a quantidade de parcelas que seriam pagas para as pessoas que tivessem o cadastro aprovado pelo governo.

Para se chegar no modelo atual do auxílio emergencial, foi necessário uma série de negociações e discussões entre o poder Executivo e o poder Legislativo.

Primeiramente foi sugerido pelo poder Executivo um auxílio emergencial no valor de R$ 200 por parcela, durante três meses. Esse valor, tinha por base o valor médio que é pago aos beneficiários do Bolsa Família.

No entanto, os parlamentares disseram se tratar de um valor muito pequeno, visto a gravidade da situação. Desse modo, sugeriram aumentar para R$ 500, valor esse que foi para R$ 600 sugerido pelo Presidente da República.

Além disso, foram também traçadas negociações sobre quem teria ou não o direito a receber o benefício. Agora, será necessário novas negociações para ser aprovado a extensão dele.

A definição oficial da extensão do auxílio emergencial deverá sair nos próximos dias

Há uma semana atrás, ainda era bastante incerto se o auxílio emergencial seria prorrogado, e qual seria o valor das parcelas neste caso.

Começaram então as reuniões para definir o destino do programa, que apesar de ser um dos mais, senão o mais eficiente no combate à crise, também possui um custo bastante elevado para o governo.

De acordo com o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, considerando a extensão de duas parcelas no valor de R$ 300, o custo total do programa chegará em R$ 203 bilhões para os cofres públicos.

A escolha do valor da parcela e do prazo da extensão, partiu primeiramente do Presidente da República, Jair Bolsonaro. A decisão dele foi tomada após diversas reuniões com a equipe econômica e o Ministro da Economia, Paulo Guedes.

Entretanto, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu que o governo mantenha o valor do benefício em R$ 600 por mais dois meses. Para ele a redução do valor seria “muito ruim”, contudo, não apontou onde o custo das duas parcelas poderia se inserir no orçamento.


Veja também:

Cartão de crédito do BB está dando até 50% de desconto em promoções

Você sabe a diferença entre auxílio emergencial e benefício emergencial?

Nubank ou Neon: qual é a melhor opção?


Governo quer substituir auxílio emergencial por um programa para gerar empregos

A equipe econômica, além da prorrogação das duas parcelas do benefício, está envolvida em desenvolver um programa para gerar empregos após a crise que foi causada pela pandemia de coronavírus.

Segundo informações, o plano envolve inclusive um debate mais profundo sobre mudanças na Previdência, onde tenta-se buscar um emplacamento do modelo de capitalização no Brasil.

Esse modelo é diferente do atual visto que nele o trabalhador poupa para sua própria previdência. Já no sistema atual, o trabalhador colabora para o pagamento aos aposentados atualmente. Esse modelo é conhecido como repartição.

Também estuda-se uma aceleração nas reformas administrativa e tributária bem como das privatizações em infraestrutura no Brasil.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.