Banco digital da Caixa? Vem novidade por aí!

A Caixa planeja criar um banco digital: com pagamentos de benefícios sociais, liberação de microcrédito e crédito imobiliário para famílias de baixa renda. Entenda.



Anúncios

Banco digital da Caixa

CAIXA BANCO DIGITAL

Não é de hoje que os bancos digitais estão surgindo e ganhando espaço. E isso vem chamando a atenção dos grandes bancos.

O Santander, por exemplo, adquiriu o Superdigital no intuito de expandir a sua participação online. O Itaú criou o Iti, a sua plataforma digital.

Como não poderia ficar para trás, o Bradesco também criou o Next, e está expandindo assim a sua participação digital.

E agora foi a vez da Caixa Econômica Federal anunciar que planeja criar um banco digital para o próximo ano. Quer saber mais? Vem com a gente.



Anúncios

Como será o banco digital da Caixa?

De acordo com a própria instituição, o banco será separado da Caixa, assim como o Next é separado do Bradesco e o Superdigital separado do Santander.



Anúncios

Assim sendo, o banco digital da Caixa passará por um processo de abertura de capital no Brasil e no exterior.

O anúncio foi feito no último dia 25 de novembro pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante a apresentação dos resultados do terceiro trimestre.

No entanto, o lançamento do banco digital da Caixa ainda precisa da aprovação do Banco Central e do Conselho de Administração da Caixa.

Guimarães diz que o processo está sendo discutido internamente. Inclusive há um consenso de que esse é um ponto chave para o futuro do banco.

De acordo com o presidente da Caixa, já há uma conversa inicial no conselho de administração e algumas conversas no Banco Central.


Veja também:


Quando será lançado o banco digital da Caixa?

Pedro Guimarães acredita que em um prazo de seis meses já terá aprovação para lançar o banco digital. Segundo ele, já existem 100 funcionários trabalhando nessa instituição.

Segundo Guimarães, o banco digital da Caixa irá ofertar basicamente três serviços: pagamentos de benefícios sociais, liberação de microcrédito e crédito imobiliário para famílias de baixa renda.

Só para ilustrar, na liberação do microcrédito o banco deverá atender cerca de 10 milhões de clientes. E no financiamento imobiliário para famílias de baixa renda, aproximadamente 5 milhões de pessoas serão beneficiadas.

Neste ano de 2020, a Caixa já teve a sua primeira experiência digital com a Poupança Social da Caixa que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

Para se ter uma ideia, cerca de 35 milhões de beneficiários usam esse aplicativo atualmente. E isso mostrou ao banco a importância da digitalização.

Todos os bancos serão digitais no futuro?

Este ano de 2020 trouxe uma verdadeira transformação nas nossas vidas. Por conta do isolamento social, vimos o processo de digitalização se expandir muito rapidamente.

Pequenos comerciantes tiveram que se reinventar, e começar a comercializar os seus produtos em marketplace, ou até mesmo pelas redes sociais.

As grandes varejistas, por outro lado, estão brigando para criar os marketplaces mais competitivos do mercado e expandir ainda mais a sua fatia de mercado.

E na mesma linha vem os bancos. Afinal, as pessoas estão mudando alguns hábitos, como ir sacar dinheiro no horário de almoço nas agências bancárias.

Agora, com a chegada do Pix, a digitalização dos bancos deverá se intensificar ainda mais. E é de olho nisso que bancos como Caixa, Santander e Bradesco estão investindo na sua digitalização.

Cada vez mais, estamos usando Apps para pagar boletos, fazer transferências e até mesmo comprar. O próprio uso do cartão virtual cresceu neste ano.

É bem provável que em um futuro não tão distante, as agências bancárias serão lembradas apenas nas telas de um museu. Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.