Brasileiros estão se casando mais e investindo mais na residência. Entenda!

A 4ª edição da Análise do Comportamento de Consumo feita pelo Itaú Unibanco e Rede mostrou que os brasileiros estão gastando mais com agências de matrimônios, buffet, reformas da casa e jardinagem.

Publicidade
Anúncios

Investimentos

Análise consumo Itaú

Com o fim do isolamento social e o avanço da vacinação em todo país, aos poucos a vida está retornando ao normal. Com isso, os brasileiros passaram a gastar mais com viagens, bares e restaurantes no 3º trimestre deste ano.

De acordo com a 4ª edição da Análise do Comportamento de Consumo divulgada pelo Itaú Unibanco e Rede, os brasileiros estão se casando mais, assim como investindo mais em suas residências.

Segundo a análise apresentada pelas instituições, as agências de matrimônios e buffets, assim como as compras para reformas, construção e jardinagem se destacaram no 3º trimestre deste ano. Quer saber mais? Vem com a gente.

CARTÃO CREDICARD
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO CREDICARD

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão na medida para você!
Você permanecerá no site atual

Análise do Comportamento de Consumo

A cada três meses, o Itaú em parceria com a Rede apresenta um levantamento do comportamento do consumo no trimestre comparado ao ano anterior. Nesta última análise, o destaque foi para os gastos com materiais de construção.

Anúncios
Publicidade

Além disso, as agências de matrimônio assim como os buffets também seguiram em alta. E se a vida doméstica está se sobressaindo, o movimento nas ruas também está crescendo, com as pessoas visitando mais bares e restaurantes.

Um outro segmento que continua crescendo é o delivery de restaurantes que continua com números positivos. Outro dado interessante refere-se ao setor de turismo que foi favorecido com o relaxamento das medidas de isolamento social.

Publicidade

Por essa razão, as linhas aéreas assim como o setor hoteleiro seguem entre os segmentos que mais se destacaram. Entretanto, a preferência ainda é por viagens nacionais, visto que o câmbio e a inflação influenciam diretamente essa decisão.


Veja também:


Setores que mais se destacaram no trimestre

Um dos setores que mais se destacou no trimestre foi o de bares e baladas que apresentou um crescimento de 94% em relação ao ano passado. O número é expressivo justamente porque no ano passado o faturamento do setor era praticamente zero nesta época.

As cooperativas agrícolas que fornecem insumos para o setor agrícola como sementes, mudas, terras e flores também tiveram um crescimento expressivo de 171,8%. As floriculturas cresceram 219,8% no período.

Publicidade

Um fato interessante diz respeito às vendas de bicicletas que tinham dado um grande salto no ano passado. Neste ano, elas foram 21% menores, sendo que na comparação com 2019 elas ainda são 58% maiores.

Conforme antecipamos, o setor de turismo foi um dos mais favorecidos, com crescimento de 133,7%. Para se ter uma ideia, as linhas aéreas tiveram crescimento de 149,9% e o setor hoteleiro cresceu 109,7% na comparação com o ano passado.

Desempenho do setor varejista em geral

O setor varejista de modo geral vem crescendo após o avanço da vacinação. O valor total transacionado pelo varejo no terceiro trimestre deste ano cresceu 27,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Publicidade

Embora as compras no varejo físico tenham reagido, elas cresceram 24,1% em relação ao ano passado, ao passo que as aquisições online cresceram 42,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Um dado interessante é que o uso das carteiras digitais deu um salto expressivo, mostrando que essa é uma verdadeira tendência devido à sua conveniência, simplicidade, segurança e agilidade que proporcionam ao usuário.

Considerando as carteiras Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay, houve um crescimento de 112,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os homens são maioria absoluta de quem paga com elas, representando 72% ao passo que as mulheres representam 28%.

As carteiras digitais foram mais usadas para o pagamento no ramo de alimentação, sendo que o pagamento de restaurantes foi o que mais se destacou com um salto de 220,3%. Na sequência vieram drogarias e cosméticos.

A análise do Itaú foi feita com base na quantidade de transações. Gostou? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.