Busca das empresas por crédito cresceu 12,7% em julho. Saiba mais!

No mês de julho deste ano houve um aumento na busca de crédito por parte das empresas, tanto no comparativo com o mês anterior quanto no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Publicidade
Anúncios

Busca por crédito

Crédito

As empresas estão procurando mais crédito no mercado. De acordo com o Indicador de Demanda das Empresas por Crédito da Serasa Experian houve uma alta de 12,7% em julho deste ano na comparação com o mês anterior.

Segundo os dados levantados, as grandes empresas foram as que mais procuraram por crédito, chegando em um percentual recorde de aumento de 24,9%. Esse é o crescimento mais expressivo de toda série histórica do índice que começou em 2007.

Na sequência estão os negócios de médio porte com 23,8% de aumento e os micro e pequenos com 12,3% de crescimento. Essa busca por crédito mostra que a recuperação econômica está em curso no Brasil.

CARTÃO BANCO PAN
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO BANCO PAN

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão de crédito repleto de benefícios!
Você permanecerá no site atual

Taxa de juros menores também atraem empresários

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a aceleração da demanda por crédito vem confirmar a evolução da retomada econômica no segundo trimestre deste ano, mostrando assim uma maior confiança do empresariado.

Anúncios
Publicidade

De acordo com Luiz Rabi, os empresários estão se sentindo mais seguros em tomar um empréstimo na medida em que o cenário de saúde brasileiro progride e as restrições estão sendo amenizadas.

“Existe um alívio sobre o fluxo de caixa das empresas e o crédito, principalmente para os grandes negócios que têm maior reserva financeira, começa a ser direcionado para investimentos que buscam ampliar a produção”, destaca o economista.

Publicidade

Veja também:


Indústria foi o setor que mais buscou crédito

Quando é feita a análise por setor é possível observar que a indústria foi o principal segmento para a alavancagem do índice com um crescimento de 18,4% que é o maior desde janeiro de 2019, quando o índice atingiu 22,6%.

Ao dividir por regiões é possível ver que a maior procura por crédito aconteceu na região Sul que registrou um aumento maior que a média de 15,4%. Na sequência veio o Norte com 15,3%, o Nordeste com 13,7%, o Centro-Oeste com 13,6% e o Sudeste com 10,8%.

Essa alta na procura por crédito pode ser justificada pelo aumento da produção industrial no Brasil que deverá crescer algo em torno de 6,3% em 2021. Além disso, as taxas de juros baixas também colaboraram para isso.

Comparativo anual mostra um aumento na procura por crédito ainda maior

Publicidade

Quando comparado com o mesmo período do ano passado, é possível ver um crescimento maior ainda. Ou seja, no comparativo entre julho de 2021 com julho de 2020, o crescimento na busca por crédito foi de 30,7%.

Na comparação anual, as grandes empresas também continuam em evidência com um aumento de 39,4% na procura. No entanto, neste comparativo, o setor que lidera a busca por crédito é o comércio e não a indústria, com uma alta de 31,6%.

Outro detalhe importante é que no comparativo do ano, a região Centro-Oeste se sobrepõe à região Sul e lidera a busca por crédito com um aumento de 35,6% na procura em relação ao mesmo período do ano passado.

Publicidade

Perspectivas sugerem desaceleração para o próximo ano

Embora tenha havido um crescimento na busca por crédito no segundo trimestre deste ano na comparação com o ano passado, as perspectivas econômicas sugerem que deverá haver uma desaceleração para os próximos meses.

Afinal, com o crescimento da inflação, o Copom aumentou a Taxa Selic de 4,25% ao ano para 5,25%. Segundo o último Boletim Focus, a expectativa é que a Taxa Selic termine 2021 em 7,5% ao ano, o que encarecerá ainda mais o crédito.

Além disso, uma taxa Selic alta é capaz de desestimular o consumo e consequentemente levar as empresas a segurarem a expansão da produção. Portanto, diante de tais expectativas, espera-se que a procura por crédito nos próximos meses venha a diminuir.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.