Cartão de crédito: pagar o mínimo da fatura vale a pena?

O cartão de crédito pode ser um ótimo aliado, contanto que você use com sabedoria.

Publicidade
Anúncios

Fatura do cartão

O cartão de crédito pode ser a salvação para quem precisa pagar uma conta ou fazer uma compra quando não tem o dinheiro à disposição na conta. Porém, para que ele seja um aliado das finanças, é preciso saber utilizar o cartão de crédito com muita sabedoria para não se envolver em dívidas. 

Se você for uma pessoa controlada, o cartão de crédito pode ser uma ótima solução para o seu dia a dia. Mas é importante que você esteja sempre atento à data de vencimento do cartão. Se você não tiver como pagar, evite ao máximo pagar apenas o mínimo da fatura, pois os juros no mês seguinte serão tão altos que sua vida financeira poderá ficar uma bagunça.

Mas afinal, quando vale a pena pagar o mínimo da fatura? Confira a seguir se essa é a melhor opção! 

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER SX
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER SX

SEM ANUIDADE
 
RECOMPENSAS
Gaste um mínimo na sua fatura e zere a sua anuidade!
Você permanecerá no site atual

Vale a pena pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito?

Muitas pessoas que estão com o dinheiro contado para pagar as contas do mês optam por pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito, sem saber que estão criando uma bola de neve que pode afetar demais a saúde financeira no próximo mês.

Anúncios
Publicidade

Pagar o mínimo não significa que a fatura foi totalmente quitada. Ao fazer o pagamento do mínimo do valor, o restante virá na fatura do mês seguinte com os juros inclusos. E lembre-se que você ainda precisará arcar com os gastos das compras do mês seguinte também. Quem opta por pagar o mínimo da fatura acaba caindo no crédito rotativo, que ocorre quando os juros são cobrados sobre o valor da fatura que restou.

Sem contar que ao pagar o mínimo da fatura, o limite do seu cartão de crédito também pode ser comprometido, já que os bancos só liberam o restante do crédito quando o restante da fatura for paga. Você perceberá que, por causa dos juros, quando a próxima fatura chegar, não terá valido a pena pagar apenas o mínimo. No frigir dos ovos, isso não fará nenhuma diferença para você. 

Publicidade

Qual é a melhor solução então?

Para falar a verdade, pagar o mínimo da fatura não é um bom negócio. A fatura atual, mais a fatura do mês que vem e mais os juros vão complicar cada vez mais a sua situação financeira. Por outro lado, ao pagar o mínimo, você evita que o seu nome seja negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito.

Uma ótima saída é tentar parcelar a fatura do cartão, já que as taxas de juros são fixas e são menores do que os juros rotativos. Assim, se o parcelamento for feito, o seu saldo ficará bloqueado, e será liberado de forma gradativa, conforme você for pagando as próximas faturas. 

Algumas instituições financeiras também oferecem a possibilidade do usuário antecipar as últimas parcelas para quitar o quanto antes a dívida, com uma redução considerável de juros.

Publicidade

Mas se ainda assim dificultar a sua vida financeira, entre o parcelamento e o pagamento mínimo, o melhor é parcelar a sua fatura. E quando você terminar de pagar a sua dívida, recomendamos tentar organizar melhor suas finanças para evitar pagar juros desnecessários e todo início de mês ter o dinheiro em mãos para pagar suas faturas! 

Por fim, algo que você jamais deve fazer é pedir um empréstimo para pagar o cartão, pois isso pode colocar você em um ciclo sem fim.

Gostou de saber sobre a melhor alternativa para quitar uma fatura quando não tiver o dinheiro em mãos? Então aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais, e ajude-nos a divulgar este tipo de informação para mais pessoas que podem estar enfrentando os mesmos problemas! 

Publicidade