Cartão de crédito pode ser substituído por Pix parcelado? Saiba mais!

Banco Central começa a disponibilizar função de parcelamento por PIX, mas apenas três instituições liberaram para clientes. Confira as condições e taxas de cada uma.

Publicidade
Anúncios

Pix parcelado

O PIX foi lançado no final de 2020,  e desde então, faltava uma única ferramenta disponível para que colocasse ele no mesmo patamar do cartão de crédito: a possibilidade do cliente poder parcelar suas compras.

Agora, com as novas opções que os bancos e instituições de pagamentos estão oferecendo, essa possibilidade poderá mudar.

O Banco Central já está liberando a nova função para o PIX para que algumas instituições bancárias e financeiras possam somar mais essa possibilidade para o cliente. Confira a seguir o que muda daqui para frente.

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER SX
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER SX

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Zere a sua anuidade gastando muito pouco!
Você permanecerá no site atual

O Pix pode substituir o cartão de crédito?

A partir de agora, o Banco Central possibilitou às instituições financeiras bancárias a possibilidade de o cliente poder parcelar as compras utilizando o PIX A ideia é que quem esteja vendendo receba o total do pagamento na hora e quem está pagando, parcele o valor fazendo transferências imediatas.

Anúncios
Publicidade

Porém, nem todos os bancos ainda disponibilizaram essa opção para os clientes. Por enquanto, somente o PicPay, o Mercado Pago e o Banco Santander disponibilizaram a opção para seus clientes. Além disso, cada instituição possui as próprias regras. O principal motivo disso é que o Banco Central ainda não regularizou a questão das taxas. É muito provável que daqui um tempo o serviço não seja mais gratuito.

Além disso, a principal dúvida que os consumidores têm se o que pode substituir o cartão de crédito não diz respeito à alta de juros. Tantos lojistas contra os usuários precisam pagar taxas muito altas, e o PIX pode solucionar esse problema.

Publicidade

Mesmo que o PIX parcelado também tenha taxa de juros, há uma probabilidade grande que elas sejam bem mais baixas do cartão de crédito, mas isso ainda vai depender da regularização do parcelamento por parte do Banco Central.

Como funciona o Pix parcelado?

Conforme explicado anteriormente, as três instituições oferecem a opção de PIX parcelado, mas cada uma tem as suas próprias taxas e regras. Confira a seguir como funciona cada um:

  • Santander:  no caso do Banco Santander, existe a possibilidade de dividir uma compra em até 24 parcelas utilizando PIX, sendo que há uma taxa de 2,09% por mês de juros e existe um mínimo de parcelamento que é de R$ 100;
  • Mercado Pago:  no caso do Mercado Pago, o parcelamento só pode ser feito em até 12 vezes, e os juros são um pouco mais altos, de 2,5% ao mês. Porém, o valor mínimo para parcelamento é bem menor, de apenas R$ 15;
  • PicPay:  já no PicPay, o valor também pode ser dividido em 12 vezes utilizando PIX, mas por enquanto possui  a maior taxa de juros de 3,99% ao mês. Por enquanto, ainda não existe valor mínimo estipulado para poder parcelar as compras.

Embora utilizar o PIX seja muito vantajoso, já que as taxas de juros são bem mais baixas do que nos cartões de crédito, é muito importante estar atento às taxas, porque um produto pode sair muito mais caro para o consumidor. 

Publicidade

Por exemplo, ao comprar um produto utilizando o Santander, ele pode chegar a um custo de 64% a mais simplesmente por causa das cidades do PIX. Já no PicPay, o valor total pode ficar 60% maior. Das três instituições, a mais vantajosa por enquanto é o Mercado Pago, já que o valor só de apenas 34%, mas mesmo assim, 34% um valor bem alto se consideraram montante total. Por isso, avalie todas as opções e veja se vale a pena para você comprar parcelado pelo PIX.

Gostou de saber das novidades? Então, aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais e ajude-nos a disseminar esse tipo de informação!