Fundos de Investimentos: uma excelente opção para quem quer investir



Anúncios



Anúncios

Para quem está querendo começar a investir, uma das melhores opções são os fundos de investimentos, afinal eles normalmente rendem mais do que a poupança e CDB.

A pandemia de coronavírus, trouxe à tona a necessidade das famílias terem uma reserva de emergência. Pois, diante de uma crise é possível ter um dinheiro para segurar os custos com a queda da receita.

No entanto, diante das consecutivas quedas da Taxa Selic, muitos brasileiros ficaram sem opção de investimentos, visto que tanto a poupança quanto o CDB e alguns títulos do Tesouro Direto tiveram queda em sua rentabilidade.

Todavia, existem opções de investimentos que possuem um risco moderado, sendo uma excelente opção para quem está começando. Uma delas são os fundos de investimentos.



Anúncios

Entendendo os fundos de investimentos

Os fundos de investimentos são na verdade uma carteira de ativos financeiros, que são oferecidos por algumas administradoras, onde o investidor adquire cotas deles.



Anúncios

Eles funcionam basicamente como um condomínio, só que ao invés de um integrante adquirir um apartamento, ele vai adquirir uma cota, ou algumas cotas.

Nesse caso, é pago uma mensalidade para a administradora assim como é preciso seguir algumas regras que também são estabelecidas por ela.

Os fundos de investimentos são regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA).

Esses órgãos são responsáveis pela classificação e fiscalização das atividades que são feitas por um determinado fundo de investimento.


Veja também:



Anúncios

IPhone pra Sempre: conheça o novo programa do Itaú Unibanco

Economia Sustentável pode gerar 2 milhões de empregos no Brasil

Cartão de Crédito Porto Seguro: tire aqui suas dúvidas!


Facilidade e comodidade na hora de investir

Uma das principais vantagens dos fundos de investimentos é a facilidade e comodidade no momento de investir. Pois nesse caso, não é preciso ser um expert em renda fixa ou variável para adquirir uma cota de um fundo.

Só é necessário abrir uma conta em uma determinada corretora e então avaliar quais são os fundos que ela disponibiliza. Para se ter uma ideia, com R$ 100 já dá para comprar cotas de diversos fundos disponíveis no mercado.



Anúncios

Ou seja, você pode ir criando uma reserva em fundos de investimentos. E o bom disso é que as taxas são cobradas proporcionalmente à quantidade de cotas que você possui.

E como todo fundo tem um gestor responsável que define quais são as classes de ativos que o fundo terá, você não precisa se preocupar com análise.

Lembrando que o fundo também tem um auditor independente que é credenciado e irá atestar se ele está sendo gerido de acordo com as boas práticas do mercado.

Tipos de fundos de investimentos

Existem hoje em dia diversos tipos de fundos de investimentos como fundos de curto prazo, fundos de ações, fundos cambiais, fundos de renda fixa, fundos multimercados, fundos referenciados, fundos imobiliários, dentre outros.

No caso dos fundos de renda fixa, eles precisam direcionar no mínimo 80% dos investimentos em papéis de renda fixa prefixados ou pós-fixados. Já os fundos de ações direcionam 67% em ações na bolsa de valores.



Anúncios

Como há essa diversificação de ativos em um fundo, ele elimina o risco diversificável. Esse é o risco quando você compra ações de uma única empresa e essa empresa acaba apresentando um resultado negativo.

É justamente por isso, que os fundos de investimentos estão chamando a atenção. Pois possibilitam ao investidor ter uma boa rentabilidade de seus investimentos com um risco bem reduzido.

Ademais, como não é preciso ter muito capital para começar, essa também é uma boa escolha para quem está querendo juntar dinheiro e ter um ganho sobre isso.

E aí, vai começar a investir? Conta aí pra gente nos comentários e não esquece de compartilhar essa matéria com seus amigos nas redes sociais.