Cartão Pompéia: Como pagar as prestações durante a quarentena!



Anúncios



Anúncios

Por conta do coronavírus o comércio de vários estados brasileiros precisou ser fechado por decreto. Esse é o caso da região sul, onde muita gente possui o Cartão Pompéia.

Juntamente com a Gang, a rede Lins Ferrão possui cerca de 115 lojas espalhadas por todo o país. Elas estão distribuídas pelos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, sendo que ao todo são mais de 3.500 colaboradores diretos que trabalham na rede.

Como já antecipamos, em ambos os estados onde as Lojas Pompéia possuem lojas o comércio está fechado. Em virtude disso, muitos clientes estão sem saber ao certo como será feito o pagamento das prestações do crediário.

Um pouco da história das Lojas Pompéia

As lojas Pompéia juntamente com a Gang formam o grupo Lins Ferrão. O nome do grupo é uma homenagem ao fundador das Lojas Pompéia, Lins Ferrão. Ele sempre foi símbolo de boa conduta, ética e valorização das relações internacionais.



Anúncios



Anúncios

Lins Ferrão também sempre manteve o seu compromisso com o resultado da empresa. O início de tudo foi no ano de 1953, na cidade de Camaquã no Rio Grande do Sul. Na ocasião a loja vendia somente artigos masculinos.

Com o passar do tempo, o mix de produto foi se expandindo e a rede tornou-se uma das gigantes do varejo gaúcho. Com o advento da internet, a expansão de vendas foi ainda maior.

Afinal, a empresa desenvolveu um site e um aplicativo onde é possível realizar compras independente de qual lugar do Brasil que você esteja. Durante todo este tempo no mercado, essa é a primeira vez que a rede enfrenta um lock-down dessas proporções.



Anúncios


Veja também:


Como pagar o Cartão Pompéia durante esse período?

Embora muitos não saibam, é possível pagar as prestações através do aplicativo da empresa que está disponível tanto para o sistema Android quanto para iOS. Após instalar e acessar o aplicativo basta clicar em Cartão Pompéia.

Feito isso, é preciso, portanto, preencher o número do CPF e o número do cartão. Será necessário, então informar o número do cartão de débito para prosseguir. Depois, é só executar o pagamento e pronto.

Até o momento, a rede não chegou a anunciar se estará prorrogando o pagamento das prestações de seus clientes. Muita gente, principalmente os profissionais autônomos estão perdendo parte da sua renda em virtude da paralisação.

Por conta disso, é provável que nos próximos meses haja um aumento da inadimplência no país. Ainda não se sabe, contudo, até onde vai essa paralisação e nem qual será o alcance da pandemia em terras brasileiras.

Mas, ao acompanhar o cenário da europa é possível imaginar que teremos meses difíceis pela frente, e possivelmente, o grupo que sempre zelou por seus clientes irá ampliar a ajuda neste momento tão crítico.

Diversos bancos estão empenhados para superar a crise

Para superar a pandemia de coronavírus diversos bancos estão anunciando aumento nas linhas de crédito, bem como prorrogação no pagamento de algumas parcelas.



Anúncios

A caixa já anunciou que irá pausar por dois meses as parcelas do crédito habitacional. O Santander deu um aumento em 10% no limite do cartão de crédito e em parceria com Itaú e Bradesco irá disponibilizar cerca de 5 milhões de testes para a população.

Muito se fala que alguns setores irão demorar cerca de 3 meses para voltar a funcionar normalmente. Isso exige que o governo juntamente com as grandes instituições do país pense em estratégias para ajudar as classes mais vulneráveis durante a crise.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.