Cartão de crédito: como renegociar a dívida sem comprometer o score

Com a crise econômica agravada pela pandemia muitas pessoas estão no vermelho. Saiba como não comprometer o seu score mesmo com dívida no cartão de crédito.



Anúncios



Anúncios

Renegociar a dívida sem comprometer o score

cartão de crédito 2

Você está com dívida no cartão de crédito e não quer renegociar para não comprometer o seu score? Então não deixe de conferir as nossas dicas.

Este ano de 2020 está sendo atípico na vida de milhares de brasileiros. Desde março, com a imposição do isolamento social, muitas pessoas estão enfrentando dificuldades.

Profissionais autônomos se viram sem renda de uma hora para outra, empresários tiveram que baixar as portas dos seus negócios e se reinventar.

Com a queda na renda veio também o aumento das dívidas. As contas passaram a se avolumar e a inadimplência foi inevitável na maioria dos casos.



Anúncios



Anúncios

Dentre as dívidas mais preocupantes está o cartão de crédito. Afinal, os juros do rotativo do cartão não são baratos. Por conta disso, a dívida pode dobrar de valor em aproximadamente 6 meses.

Isso pode se tornar uma bola de neve impagável. Mas, o que fazer nesses casos? Qual a melhor saída para renegociar este tipo de dívida?

Renegociando a dívida do cartão de crédito

Se você já atrasou uma fatura do cartão de crédito, é bem possível que o seu score foi prejudicado. No entanto, se você ainda não chegou a atrasar a fatura mas já está vendo que não terá dinheiro para pagá-la o ideal é buscar um empréstimo pessoal.



Anúncios

Isso porque o empréstimo pessoal é um crédito com juros mais atrativos que o cartão de crédito e também com prazos mais estendidos para pagamento.

Alguns bancos chegam a dar de 24 até 36 meses para pagar. Com isso é possível pagar uma parcela bem mais em conta e evitar que o seu score de crédito seja prejudicado.

Aliás, ao tomar um empréstimo pessoal para pagar a fatura do cartão e então pagar as parcelas do empréstimo em dia, você ainda terá a possibilidade de subir o seu score.

Isso acontece porque as instituições irão entender que você tem capacidade de administrar vários tipos de dívidas ao mesmo tempo.


Veja também:

Casas Bahia desenvolve banco digital com benefícios exclusivos

PagBank acaba de lançar CDB com liquidez diária



Anúncios

Santander Universitário, Van Gogh e Select: você sabe a diferença?


Empréstimo com garantia real

Uma outra opção muito atrativa para pagar as suas dívidas do cartão é tomar um empréstimo com garantia real. Hoje existem algumas opções inclusive online onde é possível colocar um veículo como garantia.

Nesse caso os juros são ainda mais baixos e o prazo de pagamento ainda mais estendido. Por conta da tecnologia, esse tipo de empréstimo está cada vez mais acessível, sendo ele uma excelente opção.

Para quem é aposentado, pensionista do INSS ou servidor público, o empréstimo consignado também é uma boa opção para pagar a fatura do cartão de crédito.

Portanto, por mais que possa parecer penoso ir atrás de um empréstimo pessoal, essa é a melhor saída para evitar um comprometimento do seu score de crédito.

Parcelamento da fatura do cartão de crédito

Se você não conseguir tomar um empréstimo pessoal, e nem um empréstimo com garantia, a solução mais plausível é renegociar a fatura do cartão de crédito.

Essa opção é um pouco pior, não tanto pelos juros, mas sim pelo comprometimento do score que acaba caindo um pouco. Mas, ainda assim é uma opção melhor do que pagar somente o mínimo do cartão.



Anúncios

Além disso, para não comprometer o score é imprescindível não atrasar as contas de consumo da casa como luz, água e telefone que também colaboram para uma queda do score de crédito.

Certamente ao tomar essas medidas, você conseguirá sair do sufoco e ao mesmo tempo preservar o seu score de crédito que lutou tanto para manter alto.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.