Open Banking: como será esse novo mundo?

Você sabia que alguns dados bancários serão compartilhados entre as instituições financeiras? Saiba mais sobre o open banking do Banco Central.

Publicidade
Anúncios

Open Banking

open banking

O Banco Central continua caminhando a passos largos para implantar o Open Banking no Brasil. Mas, o que isso significa?

O termo ainda é novo e poucas são as pessoas que estão familiarizadas com ele. Por isso, o esclarecimento é necessário nesse momento.

E foi justamente para falar sobre esse assunto que fizemos esse artigo. Então, se você ficou interessado continue mais alguns minutinhos com a gente.

O que é o Open Banking?

Na sua tradução literal, Open Banking significa banco aberto.

Anúncios
Publicidade

Isso quer dizer que alguns dados bancários serão compartilhados entre as instituições financeiras.

Imagine que você tenha um relacionamento com o Banco do Brasil por dez anos. Fez uma boa movimentação bancária, mas não está satisfeito com o banco.

Publicidade

Então você decide abrir uma conta no Santander.

Mas como você é um cliente novo, precisa construir um bom relacionamento antes, para dispor de alguns produtos.

No caso do Open Banking, o Santander teria acesso ao seu histórico no Banco do Brasil. E por isso você teria produtos mais adequados para o seu perfil.


Publicidade

Veja também:


E esse serviço vai ser bom?

Como vimos, o Open Banking é uma verdadeira evolução do sistema financeiro.

Devido a sua implantação os juros deverão ficar mais baratos, assim como os serviços bancários deverão melhorar.

Publicidade

Quem ganha com isso? Nós, é claro. Afinal, isso vai possibilitar a criação de novos modelos de negócios.

Ah, sem contar que os clientes poderão ter as suas contas centralizadas em um único App.

Isso mesmo. Você não vai precisar necessariamente usar o aplicativo do banco.

Em outras palavras: surge um novo mundo. Novas possibilidades e uma verdadeira revolução no setor bancário.

E como o Open Banking será implementado no Brasil?

Implementar o Open Banking é um verdadeiro desafio.

Para isso o Banco Central dividiu o projeto em quatro fases. A primeira começa agora, em novembro de 2020. E a última está prevista para outubro de 2021.

Publicidade

Ou seja, daqui um ano o Open Banking estará em pleno funcionamento no Brasil. A expectativa é grande, portanto.

Publicidade

O BC definiu uma plataforma de compartilhamento de informações e serviços entre os bancos, de forma totalmente organizada.

No entanto, o primeiro desafio é pensar em como será feita toda essa comunicação.

Mas o Banco Central já tem a resposta.

Tudo será resolvido com a padronização das APIs – que significa Application Programming Interface.

Esses APIs são pequenos conectores que tem a capacidade de acessar outros programas ou sistemas.

Publicidade

Eles são uma verdadeira inteligência artificial. E terão, portanto, papel fundamental nessa arquitetura tecnológica chamada Open Banking.

E onde tudo vai começar?

Isso tudo já começou no dia 5 de outubro com a abertura do cadastro no Pix.

O Pix é o início do Open Banking. E ele estará disponível já no próximo mês.

Nesse primeiro momento, será possível realizar transferências para qualquer banco em qualquer hora do dia. Durante os sete dias da semana.

Tudo isso sem precisar preencher aquele monte de dados. Só informando uma chave que pode ser o número do CPF, celular ou até mesmo e-mail.

Publicidade

Esse é o primeiro passo. E os avanços deverão continuar até que o Open Banking esteja implementado em sua essência.

Publicidade

Está preocupado com a segurança dos seus dados? Fique tranquilo. Pois eles serão protegidos.

O que muda é que de agora em diante, você terá muito mais liberdade de escolha. E não precisará ficar na mão de um único banco.

E se é um novo banco que você está procurando, então não deixe de conhecer o Bradesco.

Ele está com condições incríveis para quem está querendo abrir uma conta corrente.

Gostou deste artigo? Então compartilhe ele com seus amigos nas redes sociais.