Conheça 3 sites para você analisar fundos imobiliários!

Uma das formas de investimento que vem ganhando destaque no mercado são os fundos imobiliários que possibilitam ao investidor investir em imóveis e obter retornos bastante significativos sobre eles.

Publicidade
Anúncios

Fundos Imobiliários

fundos imobiliários

O mercado financeiro está se desenvolvendo a passos largos no Brasil, e isso pode ser visto inclusive com o crescimento dos fundos imobiliários. Até pouco tempo atrás, essa era uma modalidade de investimento muito pouco conhecida.

Ela permite que você adquira cotas de um shopping na zona sul do Rio de Janeiro, por exemplo, e ganhe tanto com a valorização dessas cotas quanto com o lucro obtido dos aluguéis do empreendimento.

Vale destacar que as cotas dos Fundos Imobiliários são negociadas na Bolsa de Valores e estão disponíveis inclusive para pequenos investidores. Quer saber mais sobre fundos imobiliários? Vem com a gente!

CARTÃO NEON
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO NEON

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Cartão de crédito com conta grátis!
Você permanecerá no site atual

O que é um fundo imobiliário?

Para quem não sabe, um fundo imobiliário é uma espécie de “condomínio” de investidores que reúnem seus recursos para que sejam aplicados em conjunto no mercado imobiliário. Quem faz a procura pelo imóvel e a aplicação do dinheiro é o gestor do fundo.

Anúncios
Publicidade

Há basicamente os fundos de papel e fundos de tijolo. No primeiro caso, o gestor usa os recursos para adquirir papéis de LCI (Letras de Crédito Imobiliário), LH (Letras Hipotecárias), cotas de outros fundos imobiliários e por aí vai. Nesse caso, não é adquirido um empreendimento.

Já no caso dos Fundos de Tijolo, o gestor investe em imóveis reais e os ganhos são provenientes do aluguel. Isso pode ser um shopping, uma sala comercial, um hospital, escolas e até agências bancárias.

Publicidade

Há também os chamados fundos híbridos que mesclam tanto papéis quanto investimentos em imóveis diretamente. Lembrando que as cotas são negociadas na Bolsa de Valores e o rendimento é distribuído proporcionalmente pelas cotas.


Leia também:


Valor mínimo, rendimento e custos dos fundos imobiliários

Investir em fundos imobiliários é mais acessível do que parece. Só para ter uma ideia, é possível investir em fundos imobiliários adquirindo uma única cota. Em alguns casos existem cotas com valor inferior a R$ 100.

Dentre os custos que uma cota possui está a administração e gestão do fundo, podendo em alguns casos também ser cobrada uma taxa de performance. Ela é calculada com base no desempenho do fundo que geralmente tem um indicador de referência.

Publicidade

Fora isso, para comprar ou vender uma cota na Bolsa de Valores é preciso pagar uma taxa de corretagem para a corretora que faz a intermediação. No entanto, todo mês o investidor terá um retorno por meio da distribuição dos rendimentos.

Esse volume de rendimentos depende da política de investimentos do fundo, sendo que a renda do aluguel de imóveis pertencentes à carteira é a maneira mais comum de remuneração, mas há também outras formas de ganho como a incorporação ou venda dos direitos reais sobre os imóveis e com juros de títulos e valores mobiliários.

Onde é possível analisar os fundos imobiliários?

É possível acompanhar os fundos imobiliários por meio de uma análise detalhada sobre a política que ele adota e os imóveis ou títulos que compõem o fundo. Para isso, existem alguns sites que facilitam a vida do investidor. Dentre os principais, podemos citar:

Publicidade
  • fundsexplorer.com.br;
  • clubefii.com.br;
  • fiis.com.br.

Fazer uma análise dos fundos imobiliários é essencial para que você entenda a dinâmica de cada um deles, e como você pode investir naquele que mais te agrada. Vale destacar que é preciso também avaliar os riscos.

Por exemplo, um fundo cuja receita é proveniente de aluguéis de lojas em shopping pode ser mais arriscado que um fundo de papel, uma vez que as lojas podem passar um tempo sem alugar e você ter que arcar com as despesas do fundo.

Por essa razão é muito importante entender os riscos e retornos antes de começar a investir. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos seus amigos e parentes nas suas redes sociais.