Consumo consciente: porque a sustentabilidade está em alta?

A humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra, por isso o consumo consciente é mais que necessário.



Anúncios



Anúncios

Consumo consciente

CONSUMO COSCIENTE

Muito se fala hoje em dia sobre o consumo consciente. E não é para menos. Afinal, a humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra.

Para ter uma ideia, se os padrões de consumo e produção continuarem nesse patamar, em menos de 50 anos será preciso dois planetas Terra para atender todas as nossas necessidades.

Isso considerando a necessidade de se locomover, tomar banho, se alimentar, dentre outros hábitos de consumo.

Portanto, muito além de uma questão de consciência, a mudança nos hábitos de consumo é essencial para a sobrevivência da própria humanidade.



Anúncios

E o que é o consumo consciente?

Diante do que falamos acima, o consumo consciente consiste em avaliar os impactos que um produto traz ao meio ambiente.



Anúncios

Aliás, não só isso. O consumidor consciente procura avaliar o compromisso da empresa com o ser humano, com a desigualdade e também com as boas práticas corporativas.

Portanto, ao escolher um produto, esse consumidor não leva em consideração somente o preço e a qualidade.

Ele avalia também se os insumos daquele produto são sustentáveis. Se aquela empresa tem um compromisso social. Se ela não está envolvida em corrupção, etc.

Dessa forma, o consumidor consegue minimizar os impactos negativos no planeta.

Quais empresas já estão engajadas nisso?

Existem atualmente diversas empresas comprometidas com o meio ambiente. Talvez a mais conhecida seja a Natura.



Anúncios

Ela traz a preservação ambiental como lema. Inclusive, os produtos da empresa são todos ecologicamente corretos.

Nas propagandas, a empresa fala que hoje não há mais como escolher entre o que é bom para você e o que é bom para o mundo.

Até porque humanidade e natureza não são coisas separadas. E por isso, as empresas precisam se atentar.

A consciência dos consumidores estará cada vez mais expandida nesse sentido. Não haverá, portanto, mais espaço para a degradação ambiental.

CARTÃO SANTANDER SX
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO SANTANDER SX

SEM ANUIDADE
 
RECOMPENSAS
Cartão de crédito com limite mínImo de R$ 250
Você permanecerá no site atual


Veja também:



Anúncios


O que são fundos ESG?

Com a ascensão do consumo consciente, cresceu também uma modalidade de investimentos: os fundos ESG.

Esses fundos, colocam em sua carteira de investimentos apenas ativos de empresas comprometidas com o meio ambiente.

A maioria deles leva em consideração os mesmos critérios que as certificadoras de selos ambientais.

Um fato interessante é que entre 2004 e 2018, 64% dos fundos ESG atenderam ao critério rentabilidade. E além disso, eles apresentaram uma volatilidade 20% menor que os demais fundos.

Muitos investidores, no momento de investir estão, desse modo, escolhendo empresas comprometidas com o meio ambiente. E por isso optam por fundos ESG.



Anúncios

O consumo consciente vai crescer?

Sem sombra de dúvidas o consumo consciente vai crescer. Em pouco tempo, as empresas que não se atentarem nisso estarão fora do mercado.

Estamos entrando em novos tempos, onde as mudanças climáticas estão acontecendo, portanto, em uma velocidade cada vez maior.

A preocupação com o meio ambiente é sentida por todas as pessoas. E a cada dia essas pessoas procuram saber mais sobre as empresas.

O acesso à informação possibilita, portanto, que o consumidor procure saber se aquela determinada empresa tem algum compromisso ambiental.

Se ele vai comprar uma roupa, costuma, desse modo, averiguar se o tecido não causa impacto ambiental. E também, se a empresa respeita as relações trabalhistas.



Anúncios

Além disso, o compromisso social da empresa também é considerado. E por isso, os bancos estão atentos à essa realidade.

O Santander, por exemplo, foi reconhecido como o banco mais sustentável do mundo pelo Índice Dow Jones de Sustentabilidade em 2019.

O Índice avalia o impacto ambiental, social e econômico de mais de 175 bancos. E o Santander recebeu, portanto, a pontuação global de 86 de 100.

Dessa forma, na hora que um cliente vai abrir uma conta, é bem provável que vá também escolher uma instituição comprometida com o meio ambiente.

Gostou deste artigo? Então compartilhe ele com seus amigos nas redes sociais.



Anúncios