MP prevê aumentar limite de crédito consignado

O crédito consignado é aquele que possui desconto diretamente na folha de pagamento. Uma medida provisória prevê aumentar o limite dessa modalidade.

Publicidade
Anúncios

Limite de crédito consignado

retired

Há muita expectativa no mercado que aguarda a aprovação da medida provisória que amplia de 30% para 35% a margem do crédito consignado.

O crédito consignado é aquele que possui desconto diretamente na folha de pagamento. Normalmente este é um crédito concedido para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos.

A margem é relacionada ao valor que pode ser descontado da folha de pagamento. Ou seja, se uma pessoa ganha R$ 1.200 reais o desconto na folha de pagamento não pode ser superior a R$ 400 reais.

Caso a medida provisória passe a vigorar, neste mesmo exemplo, o valor do desconto poderia passar de R$ 400 reais para R$ 420 reais.

Anúncios
Publicidade

Isso quer dizer que as instituições financeiras poderão oferecer empréstimos maiores nessa modalidade de pagamento.

Expectativa para o aumento da margem do crédito consignado

De acordo com o Instituto Nacional do Agente Financeiro (INAF), essa mudança irá representar uma grande conquista para o setor.

Publicidade

Desde o início da pandemia de coronavírus há uma luta para a ampliação de 5% da margem. Isso trará também um grande alívio para os segurados.

Yasmin Melo, presidente do INAF, esclarece que os aposentados e pensionistas sofreram um forte impacto com a pandemia.

Por essa razão, eles deveriam ser prioridade para o governo, mas acabaram sendo excluídos de qualquer benefício que foi lançado.

Publicidade

Agora, com a ampliação da margem de crédito, eles poderão ter um pouco mais de alívio pois poderão tomar novos empréstimos neste momento.


Veja também:


Crédito consignado poderá comprometer até 40% da renda

Caso a nova medida provisória entre em vigor, os segurados poderão comprometer até 40% dos seus ganhos. Isso acontece porque eles também possuem direito a um cartão de crédito consignado com margem de até 5%.

Publicidade

Yasmin Melo afirma que a medida é positiva porque aumenta a oferta de crédito em um momento onde muitas famílias brasileiras necessitam de ajuda financeira.

Os agentes financeiros estão brigando pelo aumento da margem de 5% para os aposentados e pensionistas do INSS há mais de 6 meses. Existe hoje no Brasil mais de 1,5 milhão de correspondentes bancários.

Por conta da crise, muitas empresas fecharam as portas, e com o aumento do desemprego, muitos aposentados e pensionistas tornaram-se os responsáveis pelo sustento das famílias.

Sobe a procura pelo crédito pessoal

Os agentes financeiros perceberam que muitos destes segurados passaram a buscar crédito pessoal. Ou seja, empréstimos com taxas de juros mais altas.

Isso aconteceu porque eles já estavam sem margem para tomar outros empréstimos consignados. 

Em virtude disso, os agentes realizaram um estudo e apresentaram uma proposta para o aumento da margem do consignado.

Publicidade

O aumento tornou-se então uma medida provisória que chegou a ser aprovada na Câmara dos Deputados. No entanto, a proposta não passou no Senado. E desde então o setor está se mobilizando para mudar a situação.

Aumento do crédito consignado

Publicidade

O setor agora está vivendo a expectativa de que a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia envie uma medida provisória ao Congresso.

Caso isso aconteça o aumento passa a valer imediatamente até o dia 31 de dezembro deste ano, quando acaba o estado de calamidade pública no Brasil.

No entanto, o setor quer que a medida provisória se torne lei, para que aposentados e pensionistas possam ter um acesso maior ao crédito consignado nos próximos anos também.

O crédito consignado possui taxas de juros muito mais atrativas. Principalmente quando comparadas ao empréstimo pessoal e cheque especial.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.

Publicidade