Entenda a iniciativa do Banco Itaú sobre mobilidade

Com o objetivo de promover a mobilidade urbana, o Itaú Unibanco, está introduzindo os veículos elétricos compartilhados, que seguem a mesma lógica das bikes que já estão sendo disponibilizadas há uma década pela instituição.

Publicidade
Publicidade

Mobilidade Urbana

mobilidade Itaú

O Itaú Unibanco é conhecido por ser um banco que está constantemente investindo em mobilidade urbana. As bicicletas do banco, carinhosamente chamadas de “laranjinhas”, estão completando uma década de vida.

E elas chegam ao final desses dez anos com números bastante expressivos. Em média já são realizadas 50 mil viagens por dia nos sete grandes centros urbanos onde os serviços são oferecidos, contribuindo para uma melhor circulação na cidade.

Além disso, o projeto também impulsiona o uso de bicicletas e dissemina a prática do compartilhamento. Ou seja, você não precisa ter um bem à disposição sempre quando necessário, você pode usá-lo de maneira compartilhada.

CARTÃO ITAUCARD CLICK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO ITAUCARD CLICK

SEM ANUIDADE
 
RECOMPENSAS
Um cartão repleto de benefícios para você!
Você permanecerá no site atual

Iniciativas do Banco Itaú para promover a mobilidade

Conforme antecipamos, as bikes foram o primeiro projeto de mobilidade urbana promovido pelo Itaú Unibanco como forma de promover cidades mais sustentáveis. Agora o banco deu um novo passo nessa direção.

Anúncios
Publicidade

Sendo assim, a mesma lógica das bikes inspirou a nova iniciativa de mobilidade do Itaú Unibanco: o vec. Essa é a sigla para veículo elétrico compartilhado. Vale destacar que o projeto já está sendo testado por 700 colaboradores do banco.

Os vecs estão em estações instaladas nos polos administrativos na cidade de São Paulo. A ideia é que nos últimos meses de 2022 o serviço seja ampliado e passe a contar com mais veículos e estações disponíveis.

Publicidade

Para se ter uma ideia, quatro modelos de diversos fabricantes já estão sendo integrados ao projeto. Ele é fortemente apoiado em tecnologia, sendo que o processo é totalmente realizado pelo celular, incluindo a abertura e fechamento da porta do veículo.


Veja também:


Como vai funcionar a mobilidade urbana com os vecs?

Assim como acontece com as bikes, os usuários poderão retirar um carro elétrico em uma determinada estação e depois devolvê-lo no mesmo local ou até mesmo em outra estação, pagando um valor proporcional pelo tempo de uso.

Além disso, por conta da pandemia, os veículos só voltam a ser disponibilizados para uso após passarem por uma cuidadosa higienização, executada por equipes que são especialmente treinadas para isso.

Publicidade

Segundo o diretor de Negócios Veículos do Itaú Unibanco, Rodnei Bernardino, a instituição acredita que o vec vai fomentar a cadeia dos veículos elétricos no Brasil, contribuindo para ampliar a infraestrutura disponível, incluindo pontos de recarga.

Logo após completarem um ano de uso, os carros elétricos são colocados à venda no portal iCarros, que pertence ao Banco Itaú. Essa é uma maneira de facilitar a aquisição de veículos que possuem um valor considerado alto para o mercado brasileiro.

Banco Itaú procurando o caminho da inovação

O Banco Itaú já vem procurando contribuir para amenizar a dificuldade ao oferecer financiamentos com taxas diferenciadas para veículos elétricos e híbridos, com o objetivo de melhorar a questão ambiental e de mobilidade urbana.

Publicidade

Bernardino ainda destacou que além da oferta direta de serviços, o Itaú Unibanco também contribui para impulsionar e diversificar o ecossistema de mobilidade disponibilizando ferramentas financeiras para parceiros.

Segundo o executivo, o Itaú está colocando toda sua expertise financeira a serviço da mobilidade, ou seja, disponibilizando ferramentas para parceiros como concessionárias, lojas, montadoras e locadoras de veículos.

Essa iniciativa, além de promover a mobilidade urbana e inclusão, ainda colabora para chamar a atenção de outros agentes do mercado para também investirem em transportes alternativos nas grandes capitais.

Portanto, com a introdução dos vecs, o Itaú está dando um importante passo para construir cidades com menos trânsito, menos poluição, e com mais qualidade de vida para todos os moradores e motoristas.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.