Finanças pessoais: como manter a saúde financeira na quarentena?

A crise financeira agravada pela pandemia fomenta a necessidade de ter uma organização financeira e das pessoas criarem uma reserva de emergência. Saiba mais a seguir.

Publicidade
Anúncios

Finanças pessoais

Finanças pessoais

Como está as suas finanças pessoais? Você está conseguindo pagar as suas contas durante a pandemia de coronavírus que se instalou?

Essa é uma pergunta bastante pertinente para os tempos que estamos vivendo. Afinal, devido ao isolamento social, muita gente perdeu grande parte da sua renda, ficando sem saber o que fazer com suas contas.

A crise nos traz a reflexão sobre temas cada vez mais pertinentes como a organização financeira e a necessidade das pessoas criarem uma reserva de emergência.

Contudo, para se construir uma poupança, sair das dívidas e passar a ter as finanças pessoais mais equilibradas é preciso bastante controle e disciplina.

Anúncios
Publicidade

Para mudar as finanças pessoais é preciso mudar hábitos

Para melhorar as finanças pessoais, é preciso primeiramente criar uma mudança de hábitos em nossas vidas. O primeiro deles é começar a organizar as contas da casa.

Não é possível poupar, ou pensar em liberdade financeira se não temos o costume de controlar as nossas finanças. Portanto, é absolutamente necessário colocar em uma planilha em Excel todas as nossas entradas e saídas do mês.

Publicidade

Isso fará você saber com mais precisão qual é o tamanho da sua dívida. Além disso, você também irá conseguir identificar quais são as contas básicas e supérfluas que está pagando.

Sendo assim, após colocar todas as contas na ponta do lápis, faça uma classificação entre o que é básico e o que é supérfluo. Normalmente o básico é: aluguel, água, luz, telefone, condomínio, supermercado e farmácia.

O restante, mesmo a prestação de carros, pode ser considerado supérfluo. Portanto, veja o que pode ser cortado do supérfluo para ter um fluxo de caixa melhor no futuro. Isso é essencial para começar a organizar a sua vida.

Faça um planejamento de pagamento das suas dívidas

Publicidade

Se ao levantar toda a sua situação financeira, você se deparar com uma situação de iliquidez (onde a saída é maior que a entrada), é preciso então definir prioridades para pagamentos.

Portanto, evite pagar o mínimo do cartão de crédito ou do cheque especial. Avalie uma possível renegociação dessas dívidas, estendendo o prazo e diminuindo o valor dos juros pagos. Dê sempre prioridade para o pagamento das contas básicas.

Se você tiver mais contas com juros altos, procure os credores e tente uma renegociação. Somente assim você conseguirá ajustar o seu orçamento e começar, apesar de devendo, a poupar um pouco por mês.

Publicidade

Veja também:


Evite as compras por impulso para melhorar suas finanças pessoais

É fundamental, para que você não se veja novamente diante de um turbilhão de contas, evitar as compras por impulso.

Principalmente quando temos limite no cartão de crédito, acabamos comprando um novo celular, uma nova geladeira, um novo fogão, sem ao menos necessitar. Isso compromete nossa renda sem que consigamos nos dar conta.

Portanto, para criar uma maior organização financeira, evite as compras por impulso. Compre somente aquilo que realmente precisa. Se pergunte: eu posso viver sem isso por enquanto? Se a resposta for sim, evite comprar.

Para ter um bom controle financeiro, é preciso ter um bom controle emocional no momento de consumir.

Guarde criteriosamente uma parte do que você ganha

Por fim, mesmo que você esteja pagando dívidas passadas, e tenha alongado os prazos, procure poupar no mínimo 10% dos seus ganhos.

Publicidade

Não precisa usar esse valor para ir amortizando a dívida mais rapidamente. Use esse valor para construir uma poupança. Faça dele uma reserva de emergência que só poderá ser usado em caso muito grave.

Publicidade

Com o tempo a sua reserva de emergência começará a crescer e você passará a ter mais segurança na sua vida. Quando uma nova crise vier, você estará com suas finanças pessoais muito mais equilibrada.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.