Golpe do Auxílio Emergencial: mais de 11 milhões de pessoas caíram

Golpes sempre foram comuns na internet. Fique atento, pois a nova onda dos golpistas é prometer o benefício para as pessoas.

Publicidade
Anúncios

Golpe do Auxílio Emergencial

Golpe do Auxílio Emergencial

Como se já não bastasse a dificuldade que estamos enfrentando, agora precisamos tomar um cuidado redobrado para não cair no golpe do auxílio emergencial.

Golpes sempre foram comuns na internet. São sites falsos, promessas de dinheiro fácil, boletos, dentre tantos outros. Agora a nova onda dos golpistas é prometer auxílio emergencial para as pessoas.

Este golpe vem sendo aplicado tanto pelas redes sociais quanto pelo Whatsapp. De acordo com o laboratório especializado em segurança digital da PSafe, aproximadamente 11 milhões de pessoas caíram neste golpe.

E para quem acha que os golpistas pararam por aí, está muito enganado. Com o pagamento da segunda parcela do auxílio divulgado pelo governo, eles continuam atuando em massa pela internet.

Anúncios
Publicidade

Fique atento ao golpe do auxílio emergencial

O auxílio emergencial é um benefício que foi criado pelo governo federal para ajudar as pessoas mais vulneráveis durante a pandemia de coronavírus.

O benefício é destinado para trabalhadores informais, autônomos, profissionais liberais e MEIs, além de desempregados que não estejam recebendo nenhum outro benefício do governo, com exceção do bolsa família.

Publicidade

Diante do desespero das pessoas, que muitas vezes acabam agindo sem pensar neste momento, os criminosos vêm aplicando seu golpe. Só em abril, 6,7 milhões de pessoas caíram no golpe, e se não bastasse, em maio mais 5 milhões tornaram-se vítimas dos criminosos.

Os dados são do laboratório de segurança digital da PSafe que está averiguando a forma de atuação dos golpistas neste momento.


Veja também:


Qual a atuação e objetivo dos golpistas?

Publicidade

O principal objetivo dos golpistas é coletar dados pessoais da vítima, e ainda por cima lucrar com a visualização de propagandas em sites falsos.

A Caixa Econômica Federal em parceria com a Polícia Federal vem trabalhando para tentar bloquear serviços falsos. Além disso, o banco também preparou um documento para que os beneficiários não caiam neste tipo de golpe.

O documento é uma espécie de cartilha, onde há várias orientações para que as pessoas evitem serem lesadas neste momento. A Caixa também pediu para que os clientes somente usem os canais oficiais para solicitar o auxílio emergencial.

Publicidade

O golpe, está sendo aplicado, de duas formas: uma através de um link malicioso que é enviado pelo whatsapp, e outra por meio de um aplicativo falso ou de um site falso também divulgado em redes sociais.

Quando a atuação é feita por meio de links falsos, o usuário é direcionado para um site, onde precisa preencher um cadastro para receber o benefício. Além disso, o site pede para que seja compartilhado um link com seus contatos.

Ao fazer isso, um malware pode ser instalado no seu dispositivo, e seus dados poderão ser usados pelos criminosos. Portanto, atente-se.

Já no caso dos aplicativos falsos, os criminosos ganham com propaganda, além é claro de coletarem os dados da vítima. E no caso de sites falsos há a possibilidade de ter o celular resetado caso não se pague uma quantia para o criminoso.

Como não cair no golpe do auxílio emergencial?

Para evitar cair neste golpe, instale um antivírus no seu aparelho, que poderá detectar movimentos suspeitos e te alertar.

Além disso, verifique se o site no qual você está se cadastrando tenha um cadeado lá embaixo que é o que irá garantir a sua segurança. Cuidado portanto, com links divulgados em redes sociais e whatsapp.

Publicidade

Lembre-se também que os sites do governo são sempre terminados em .gov. Evite, desse modo, abrir sites cuja extensão seja diferente desta. O ideal, é sempre se informar somente pelos canais oficiais.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.