Como guardar mais dinheiro em 2021? Descubra neste post!

O ano começou e o cenário econômico complicado com desemprego e inflação em alta, baixo crescimento. É possível guardar dinheiro em meio a uma crise financeira? Descubra!



Anúncios

Como guardar mais dinheiro em 2021?

guardar mais dinheiro

O ano de 2021 se inicia, e com ele vem aquela preocupação financeira de sempre: será que vou conseguir pagar todas as contas?

Essa é uma preocupação comum em praticamente todo início de ano, porém, 2021 começa com bastante insegurança sobre o futuro da economia brasileira.

Afinal, o desemprego ainda segue alto, a inflação preocupa e o crescimento continua tímido. Diante desse quadro, é possível guardar dinheiro?

Apesar das turbulências, com bastante disciplina e organização, dá para fazer 2021 ser o melhor ano financeiro da sua vida. Quer saber como? Vem com a gente.



Anúncios

Como organizando o seu orçamento

Se você quer começar 2021 de forma diferente, o primeiro passo é começar organizando o seu orçamento. E para isso, você precisa saber exatamente onde está indo seu dinheiro.



Anúncios

Independente se você é assalariado ou autônomo, marque todas as receitas ( dinheiro que entra) e despesas (dinheiro que sai) que você tem em um caderninho ou em uma planilha.

Isso vai ajudar você a entender onde está gastando e o quanto de dinheiro está entrando para você durante o mês.

Se você não anotar tudo de forma detalhada, certamente não conseguirá entender para onde está indo o seu dinheiro, e não vai conseguir se organizar.

O ideal, é tentar marcar diariamente todos os seus gastos, pode ser no final ou no começo do dia. Mas, se isso não for possível, ao menos deixe um dia na semana para fazer esse levantamento.


Veja também:


Entendendo o orçamento ABCD

Depois que você tiver anotado todas as entradas e saídas do seu orçamento, o ideal é usar uma velha tática de despesas: o orçamento ABCD.

Nesse esquema, A representa Alimentação; B representa Básico; C representa Contornável e D representa Desnecessário.

Dessa forma, você precisa fazer uma classificação dos seus gastos, entre A, B, C ou D. Por alimentação, entenda tudo que é relacionado à alimentação da família desconsiderando os supérfluos.

Já o B de básico, representa as contas essenciais que você não tem como fugir como água, luz, telefone, aluguel, prestação da casa, entre outros.

O C de contornável, são os gastos que deixam sua vida mais confortável, mas que podem ser cortados em caso de necessidade, como a Netflix, por exemplo.

Por fim, o D de desnecessário, são aqueles gastos que podem ser cortados do orçamento como alimentação fora do domicílio, cinema, cerveja, TV a cabo que não assiste e etc.

Comece ajustar o seu orçamento familiar

Após levantar todos os gastos durante o mês e fazer a classificação entre A, B, C e D, comece a ver o que pode ser cortado de C e D.

Veja se dá para cortar a TV a Cabo, se você não está se alimentando fora de domicílio muitas vezes na semana, se pode trocar o carro por um mais barato.

Enfim, aqui é preciso bastante critério, disciplina e até mesmo uma reunião familiar, para que todos da família se empenhem nessa jornada.

Sem esse empenho e disciplina, certamente será difícil você conseguir mudar a situação do seu orçamento. Mas, essa é uma forma bastante didática de começar a mudança.

Levante as dívidas atrasadas e comece a pagá-las

Depois de remanejar o seu orçamento e fazer sobrar um espaço nele, se você tem dívidas atrasadas, procure, portanto, negociá-las para ir se livrando delas.

Comece com aquelas que possuem juros mais elevados, assim você evita que elas cresçam de uma forma que nunca mais conseguirá pagar.

Caso você não tenha dívidas atrasadas, o ideal é começar a guardar esse dinheiro para construir uma reserva de emergência. Isso vai ajudá-lo a atravessar uma situação adversa.

Uma outra dica, é começar a movimentar um banco digital sem tarifas, como o C6 Bank. Afinal, se você economizar R$20 de mensalidade no mês, estará economizando R$240 no ano.

Com disciplina, certamente 2021 tem tudo para ser o melhor ano da sua vida. Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.