Auxílio emergencial: inscrições já podem ser feitas pelos Correios

Para auxiliar quem não possui acesso à internet, agora os Correios passaram a fazer o cadastro do auxílio emergencial. Saiba mais a seguir.

Publicidade
Publicidade

Auxílio emergencial

auxilio emergencial caixa economica federal 2020

A partir de ontem (09/06), os Correios passaram a fazer o cadastro do auxílio emergencial. Portanto, quem desejar é só ir até uma agência.

Embora tardio, essa é uma medida para ajudar as pessoas que não possuem internet e nem familiaridade com aplicativos a fazer sua inscrição.

Acredita-se que uma fatia da população que tem o direito ao auxílio emergencial não realizou a inscrição por não ter acesso à internet.

Essa é uma grande facilidade para as famílias de baixa renda, que até o momento não conseguiram realizar a inscrição para participar do programa.

Anúncios
Publicidade

Ainda há uma grande fatia de pessoas que vivem sem internet

De acordo com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni “Há uma porção importante da sociedade brasileira que é ainda mais vulnerável e que precisa de ajuda para fazer o cadastramento. Então, esse convênio é importante porque os Correios têm uma vasta capilaridade, em todas as cidades brasileiras”.

Essa parceria é bastante importante e válida, pois fará com que o benefício chegue nas camadas mais necessitadas da população. Ainda não se sabe bem ao certo a quantidade de inscrições que serão feitas.

Publicidade

Entretanto, a expectativa é que o número de inscrições ultrapasse os 10 milhões. O presidente da estatal, general Floriano Peixoto Vieira Neto, enalteceu que essa é uma missão que vai além de colocar a rede de agências dos Correios à disposição do cidadão.

Para ele, os Correios irão atender e aproximar os brasileiros neste momento de dificuldade pelo qual o Brasil e o mundo estão passando.


Veja também:


Possibilidade de aglomeração para o cadastro no auxílio emergencial

Publicidade

Mesmo a parceria sendo muito boa para a inclusão da população, há uma grande preocupação em relação à aglomeração nas agências bancárias. Até porque o Brasil é o segundo país em casos de coronavírus do mundo.

Para evitar o contágio nas agências dos Correios, a estatal já está se precavendo para preservar tanto a saúde dos colaboradores quanto a dos cidadãos que irão procurar pelo serviço.

Desse modo, a empresa já criou uma programação para controlar o fluxo de pessoas nas agências cumprindo a distância recomendada pela OMS. Fora isso, será reforçada a limpeza e os cuidados extras de higiene.

Publicidade

Como será o cadastro do auxílio emergencial feito nos Correios?

O cadastro que está sendo disponibilizado nas agências dos Correios visa atender o cidadão que não possui acesso à internet, não tem smartphone ou não consegue fazer o cadastro sozinho.

O cadastro estará disponível em todas as agências dos correios, em todos os municípios brasileiros. Ao se dirigir até uma agência é preciso levar, portanto, os seguintes documentos para fazer o pedido:

– Documento de identidade oficial com foto e nome da mãe (RG);

– CPF do solicitante e dos membros da família;

– Dados da conta bancária (se possuir).

Com esses documentos em mãos, um funcionário dos Correios irá atender o cidadão e fazer o cadastro pelo aplicativo no smartphone da pessoa. Caso ela não tenha, será feito pelo site do Auxílio emergencial.

Publicidade

Quem não possui conta bancária, como receberá?

Para quem não tiver conta bancária, será criado uma Conta Social na Caixa, no momento da realização do cadastro. Ao final do atendimento, a pessoa irá receber um número de protocolo do cadastro final.

Publicidade

Com esse protocolo, o solicitante poderá, depois do prazo estabelecido, retornar à agência dos Correios para saber como está o andamento do auxílio.

Ao ser aprovado, o pagamento será feito pela Caixa Federal, por meio da Conta Social que será aberta no nome do beneficiário. Lembrando que para realizar o saque será necessário seguir o cronograma definido pelo banco.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.