Quer saber como investir a partir de um real? Descubra!

Aprenda como começar seus investimentos a partir de R$1 real. Faça seu dinheiro render, gastando pouco em aplicações como o CDB, LCI, LCA, com as recomendações a seguir.

Publicidade
Anúncios

Quer saber como investir a partir de um real?

investir a partir de um real

Você quer investir, mas acha que não tem dinheiro suficiente para isso? E se eu te falar que dá para começar com um real?

Pois é, até há algum tempo atrás, o mercado financeiro brasileiro ainda era restrito a alguns poucos investidores. Mas agora essa realidade mudou.

Hoje está cada vez mais fácil tornar-se um investidor, por conta do lançamento de novos produtos que permitem investimentos com valores bem baixinhos.

E isso não quer dizer que você precise correr risco. Afinal, no mundo da renda fixa, existe bastante possibilidade para você começar a investir.

Anúncios
Publicidade

Quer saber como investir a partir de um real? Então continue com a gente mais alguns minutinhos neste post.

Como investir a partir de um real?

Hoje em dia, no mercado, existem algumas aplicações que você pode começar a investir com apenas R$ 1. E não são poucas.

Publicidade

Uma delas é o CDB (Certificados de Depósitos Bancários). Há diversas instituições que permitem a aplicação nesses títulos com apenas R$ 1. E o que é melhor: com resgate automático.

Outras alternativas são LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) que também são oferecidas a partir de R$ 1.

Além disso, há a possibilidade de começar a construir uma poupança. E você pode fazer isso começando com apenas R$ 1. 

Publicidade

Algumas empresas financeiras também começaram a lançar fundos de investimentos com aplicação inicial de apenas R$ 1. 

Nesse caso, há fundos mais tradicionais que possuem baixo risco e fundos de ações que possuem um certo grau de risco um pouco mais elevado.

A escolha depende do perfil de cada investidor. Quem é um pouco mais ousado, pode optar por investimentos mais arriscados, para tentar fazer o dinheiro render mais.

Publicidade

E por onde começar o investimento?

Se você está querendo começar a investir, o ideal é primeiramente construir a sua reserva de emergência, que pode começar com R$1.

Evite nesse primeiro momento arriscar muito, e procure alternativas de resgate automático. Ou seja, aquelas que você pode usar o dinheiro a qualquer momento.

Afinal, não faz sentido você ter dinheiro aplicado, e surgir um imprevisto que te pegue de calça curta. Por isso, o primeiro dinheiro que você guardar precisa ter liquidez.

O ideal é conseguir chegar em uma reserva de emergência com o valor de 6 meses dos seus custos. A partir de então, você começa a diversificar o seu investimento.


Veja também:


Atente-se na diversificação e nos custos

Na hora que você começar a migrar para outros investimentos é bom ficar atento na diversificação e no custo que eles possuem.

Publicidade

Existem fundos que possuem taxa de administração, e outros que cobram imposto de renda sobre a rentabilidade. Por isso, o ideal é começar a estudar.

Publicidade

Enquanto você constrói a sua reserva de emergência, em uma poupança ou CDB, comece estudar investimentos em renda variável para entender melhor os custos desses investimentos.

Só assim você vai investir de maneira mais segura, e entender como funciona a minimização do risco por meio da diversificação.

Crie o hábito de começar a poupar

Embora, você possa começar a investir com apenas R$ 1, você não conseguirá chegar a ter uma boa reserva se não continuar poupando.

Por isso, o melhor caminho é se organizar financeiramente e procurar guardar sempre uma parte dos seus ganhos todos os meses.

Feito isso, então você começa a procurar opções de investimentos no mercado financeiro. Hoje, existem diversas corretoras que podem te ajudar.

Publicidade

Uma delas é a Órama Investimentos, que possui diversos produtos tanto de renda fixa quanto de renda variável. Vale a pena conferir.

Diz aí, vai começar a construir a sua reserva de emergência neste ano? Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais.