IPTU e IPVA: saiba como pagar sem se apertar!

Chega de passar aperto para pagar IPTU e IPVA. Continue a leitura e confira as nossas dicas de planejamento financeiro para aliviar as finanças ao pagar suas contas de início de ano.



Anúncios

IPTU e IPVA

IPTU e IPVA

Começo de ano sempre é aquele aperto. É o IPTU e o IPVA que vencem, sem contar a matrícula e o material escolar para quem tem filho.

Aliás, são tantas contas que acabamos não sabendo nem como vamos conseguir pagar. E então vem a pergunta: o que fazer agora?

O melhor caminho para não se atrapalhar com as contas no começo de ano é sempre o planejamento financeiro.

Mas nem sempre isso é possível. E aí vem a questão: será que vale a pena tomar um empréstimo pessoal para pagar o IPTU e IPVA?



Anúncios

Vale a pena pagar o IPTU e IPVA à vista?

Muita gente tem dúvidas se vale ou não a pena pagar o IPTU e IPVA à vista. A verdade é que isso depende muito da sua situação financeira.



Anúncios

Se você tem um dinheiro guardado em uma poupança ou até mesmo no CDB, a resposta é sim. Afinal, o desconto para pagar à vista nessas contas é maior do que a rentabilidade da aplicação.

Entretanto, se você está pensando em tomar um empréstimo pessoal para pagar à vista essas duas contas, não faça isso. Pois você irá perder dinheiro.

Afinal, o IPTU pode ser parcelado na prefeitura da sua cidade sem que você pague juros por isso. Já o IPVA pode ser parcelado em apenas três vezes.

Nesse caso, se mesmo parcelando, o valor das parcelas pesar no seu bolso, aí pode ser que um empréstimo pessoal te ajude a sair do sufoco.

Então vale a pena tomar um empréstimo para pagar o IPVA?

Para responder essa pergunta vamos tomar um exemplo. Imaginemos que você precisa pagar R$ 1.500 do IPVA do seu carro.

Se você for pagar este valor à vista, o desconto será de aproximadamente 3%. Ou seja, você irá pagar R$ 1.455.

Caso você decida parcelar o valor, terá que pagar 3 parcelas de R$ 500. E isso pode te apertar no mês, não é verdade?

Vamos imaginar então que você tome um empréstimo pessoal com juros de 25% ao ano para pagar o IPVA à vista, parcelado em 12 meses.

Nesse exemplo, o valor da parcela será aproximadamente R$ 150. Note que financeiramente você vai pagar cerca de R$ 350 de juros a mais.

Mas, por outro lado, você não vai acabar se atrapalhando, visto que é mais fácil absorver uma parcela de R$ 150 no orçamento do que uma parcela de R$ 500.

O ideal seria guardar esse valor um ano antes, pois além de não pagar juros, você ainda ganha com a rentabilidade do CDB.


Confira alguns empréstimos:


E onde encontrar empréstimo pessoal no mercado?

Conforme vimos, o empréstimo pessoal não é a melhor opção para realizar o pagamento do IPVA e nem do IPTU. Contudo, para quem não conseguiu fazer um planejamento, essa pode ser uma boa alternativa para sair do sufoco nesse começo de ano.

Existem no mercado diversas opções de empréstimo pessoal. É importante, porém, fazer uma boa pesquisa para não pagar juros exorbitantes nessa modalidade.

Uma alternativa é o empréstimo da financeira SIM. Pois lá você tem a opção de empréstimo com e sem garantia. E as taxas de juros são bem reduzidas.

Outra possibilidade é o empréstimo pessoal do Banco Pan que também possui uma taxa de juros bem atraente e bastante facilidade na aprovação.

Independente de qual for a sua escolha, é importante fazer um bom planejamento para conseguir pagar as parcelas em dia e não se atrapalhar depois.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com seus amigos e parentes nas redes sociais.