Itaú libera “pulo” das parcelas do financiamento: entenda se o recurso vale a pena

O Itaú está lançando um novo recurso para os clientes que possuem financiamento imobiliário com o banco. Trata-se do “Pula Parcela” que possibilita ao cliente pular até duas parcelas consecutivas a cada 12 meses.

Publicidade
Anúncios

Financiamento

pula parcela

Quem tem financiamento imobiliário com o Itaú recebeu uma boa notícia essa semana. Afinal, a instituição lançou o “Pula Parcela” que permite ao cliente pular até duas parcelas consecutivas a cada doze meses.

A adesão ao programa pode ser feita de maneira totalmente digital, e está disponível para quem já possui financiamento com o Itaú e esteja em dia com as prestações. Além disso, ela também pode ser adotada por novos clientes.

O valor das parcelas adiadas, incluindo os juros e encargos contratuais serão diluídos proporcionalmente nas parcelas seguintes. Quer saber mais sobre o “Pula Parcela” do Banco Itaú? Então vem com a gente neste post.

CARTÃO ITAUCLICK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO ITAUCLICK

SEM ANUIDADE
 
RECOMPENSAS
Um cartão repleto de benefícios para você!
Você permanecerá no site atual

Como funciona o “Pula Parcela”?

Conforme antecipamos, o “Pula Parcela” do Itaú permite que os clientes com financiamento imobiliário do banco, pulem 2 parcelas a cada 12 meses. Isso é válido tanto para clientes antigos quanto novos.

Anúncios
Publicidade

No entanto, vale destacar que para participar do programa é preciso estar em dia com as parcelas. As parcelas que forem adiadas serão diluídas proporcionalmente nas parcelas seguintes, incluindo juros e encargos contratuais.

Segundo o diretor de negócios imobiliários e consórcio do Itaú, Thales Ferreira Silva, essa novidade vai ajudar os clientes a terem mais organização financeira, e com isso as pessoas poderão ter mais flexibilidade e autonomia na vida cotidiana.

Publicidade

Veja também:


Crédito Imobiliário do Itaú avançou em 2021

Durante os nove primeiros meses de 2021, o Itaú ofereceu mais de R$ 35,6 bilhões em créditos para pessoas físicas realizarem o sonho da casa própria. Esse volume é praticamente três vezes acima do concedido no mesmo período do ano passado.

Isso mostra que o Itaú está avançando em um segmento que é praticamente dominado pela Caixa Federal. Dentre os bancos privados, a instituição é líder no oferecimento de crédito imobiliário para pessoas físicas.

Um dos motivos para o crescimento do Itaú no setor é que as contratações dos financiamentos imobiliários podem ser feitas através dos canais digitais do banco. Ou seja, mais facilidade na vida do cliente.

Publicidade

Recentemente, a instituição também passou a oferecer diversas iniciativas para o crédito imobiliário. Só para ter uma ideia, o Itaú está possibilitando que o consumidor faça toda a contratação pelo WhatsApp após aprovação da proposta de crédito.

Por meio do mensageiro, o cliente pode entrar em contato diretamente com um consultor especializado que vai acompanhar todas as fases do processo e ajudar na concretização do negócio. Interessante, não é mesmo?

Vale a pena aderir ao “Pula Parcela”?

A resposta para essa questão depende de alguns fatores, como o tempo que resta para acabar o financiamento imobiliário, assim como a organização financeira de cada cliente. Afinal, se o financiamento imobiliário estiver no início, o valor diluído será praticamente imperceptível.

Publicidade

Entretanto, se ele estiver perto do final, o valor das parcelas pode subir consideravelmente. Por isso, o certo é aderir ao programa se você tiver realmente passando por uma situação de aperto e não tiver outra alternativa.

Assim é uma maneira de flexibilizar o seu planejamento financeiro. Entretanto, é preciso se planejar para as parcelas futuras que serão um pouco mais caras dali em diante. Vale destacar que a adesão pode ser feita no App do Itaú.

A plataforma conta com uma ferramenta de simulação para o valor das parcelas após a postergação. Dessa forma, você já fica sabendo qual será o valor que irá pagar nas próximas parcelas para se organizar melhor.

No entanto, conforme antecipamos, é preciso se organizar direitinho para não se atrapalhar depois, uma vez que ficar devendo parcelas para o banco poderá fazer com que a sua casa seja penhorada.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.