Vende com maquininha de cartão? Veja alguns cuidados essenciais!

As vendas com a maquininha de cartão tem o objetivo de trazer mais comodidade para o cliente. Mas os empreendedores precisam ter cuidado com essas vendas. Confira.



Anúncios



Anúncios

Cuidados para as vendas com maquininhas

cartao black reembolso

De uns anos para cá aumentou bastante o uso do cartão de crédito. E consequentemente as vendas por maquininha de cartão.

Ir até um estabelecimento; Fazer as compras; Chegar no caixa e ouvir: desculpe senhora, mas não aceitamos cartões.

Quem é que nunca passou por isso? Mas, essa é uma situação que está cada vez mais fazendo parte do passado.

Afinal, o empreendedor que não aceita cartões vai ficando fora do mercado. E você, como um deles, sabe disso.



Anúncios



Anúncios

O Sebrae realizou uma pesquisa entre setembro e outubro de 2018. Nela foi constatado que as vendas com cartão de crédito e débito aumentaram 19% em relação a 2016.

Por conta dessa expansão, 54% dos MEIs passaram a usar as maquininhas de cartão.

Essa mesma pesquisa revelou, porém, que 46% dos pequenos negócios usam máquinas de cartão. Deu para ver que esse é um caminho sem volta?



Anúncios

Entretanto, você empreendedor, precisa tomar alguns cuidados no momento da venda com o cartão. E é sobre isso que vamos falar.

A Satisfação do cliente acima da venda com a maquininha de cartão

Vender com a maquininha de cartão tem um objetivo: trazer mais comodidade para o cliente.

Portanto, o foco está na satisfação do cliente e não na venda com a maquininha de cartão. É preciso ter isso em mente.

Se a maquininha que você possui deixa a desejar, troque-a. Não hesite, portanto, em pegar uma melhor.

Se o seu ramo for alimentação, você vai precisar aceitar ao máximo vale refeição e vale alimentação. 

Já imaginou falar para o cliente que sua maquininha não aceita isso? Simplesmente ele dirá adeus.

Procure também uma maquininha que aceite a maior variedade de bandeiras. Com isso você não irá perder venda.



Anúncios

E não esqueça: jamais cobre a mais por uma compra feita no cartão. Isso aborrece os clientes.

Precifique o seu produto pensando nisso. E se alguém pedir descontos por pagar em dinheiro, aí você pode dar, uma vez que vai eliminar as taxas da maquininha.

Mas jamais diga que no cartão de crédito o valor irá subir. O cliente pode simplesmente deixar de ir até o seu estabelecimento.

Faça uma boa cotação das taxas da maquininha do cartão

Por conta da alta na procura, houve também uma alta na oferta e um crescimento das empresas de adquirência.

Esse aumento da concorrência trouxe vantagens para o empreendedor. Novas maquininhas sem taxa de aluguel surgiram no mercado.

Assim como as taxas tornaram-se melhores.

Segundo o estudo do Sebrae, aproximadamente 80% dos MEIs escolhem a maquininha com taxas mais baratas e que não cobram aluguel.



Anúncios

Sendo assim, é essencial fazer uma boa pesquisa. Avaliar taxas, bandeiras aceitas, e outros critérios é fundamental.

Existe hoje na própria web alguns comparadores de maquininha. Vale a pena dar uma conferida antes de fazer a sua aquisição.


Veja também:


Serviços que são oferecidos

O último cuidado que você precisa ter é, portanto, em relação aos serviços oferecidos. Saiba como a empresa faz o seu pós-venda.

Vá até o site Reclame Aqui e veja quais são as reclamações referentes à maquininha que está prestes a escolher.

Veja também se a empresa possui um aplicativo para fazer o controle financeiro. E quais são, contudo, as facilidades que ela oferece na antecipação de recebíveis.

Com o aumento da concorrência, as empresas estão cada vez mais agregando valor aos seus serviços. Por isso é tão importante fazer essa análise.



Anúncios

Tomando esses três cuidados, é bem possível que você consiga escolher uma boa maquininha no mercado. Inclusive a PagSeguro possui excelentes opções para você.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário e sua sugestão. E não esqueça de compartilhar essa notícia com seus amigos nas redes sociais.