Méliuz é boa para cashback e também para investidores!

Além de cartão de crédito com cashback, os clientes do Méliuz agora podem ter ações na Bolsa de Valores com boa rentabilidade. Confira.

Publicidade
Publicidade

Cashback Méliuz

Méliuz

Você sabia que agora dá para comprar ações da Méliuz na Bolsa de Valores? E pelo visto, a rentabilidade está muito boa.

A empresa estreou na B3 no dia 5 de novembro, com uma IPO (Oferta Pública Inicial de Ações) que levantou nada menos do que R$ 367 milhões.

O preço de cada ação foi fixado em R$ 10 cada. Dos recursos levantados, 100% serão reinvestidos na empresa.

CARTÃO MÉLIUZ
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO MÉLIUZ

CASHBACK
 
SEM ANUIDADE
Receba de volta parte do dinheiro que gastar
Você permanecerá no site atual

Quer saber mais sobre as ações da Méliuz? Então continue com a gente só mais alguns minutinhos.

Anúncios
Publicidade

Um pouco da história da Méliuz

Apesar de ter entrado no mercado de capitais recentemente, a Méliuz possui uma trajetória de nove anos.

A empresa é uma das pioneiras no ramo de cashback e foi fundada no ano de 2011 por Ofli Guimarães e Israel Salmen com o nome de Solo Marketing Eletrônico.

Publicidade

Após receber um aporte de US$ 200 mil de um investidor-anjo a empresa começou suas atividades, e em 2012, ela foi escolhida por um programa de startups no Chile, recebendo mais um aporte de US$ 40 mil.

Em 2015 a empresa foi transformada em uma sociedade por ações de capital fechado, e um ano depois conseguiu uma captação junto a diversos fundos de investimentos.

Em 2019 a Méliuz entrou no segmento financeiro com uma parceria com o Banco Pan e a Mastercard para lançar o seu cartão de crédito que oferece cashback sobre todas as compras.


Publicidade

Veja também:


Como é o modelo de negócios da Méliuz?

O modelo de negócios da Méliuz é o chamado ganha-ganha-ganha. Funciona assim: você entra no site da Méliuz, ganha um cupom de desconto para fazer uma compra no Magazine Luiza, por exemplo.

Ou seja, você ganhou parte do dinheiro de volta da sua compra, o Magazine Luiza ganhou com a venda e com a aquisição de mais um cliente, e a Méliuz ganhou uma comissão por isso.

Publicidade

O sucesso do modelo é tamanho que atualmente a empresa conta com 10 milhões de clientes cadastrados na plataforma. Afinal, os concorrentes na área de cashback na América Latina ainda são poucos.

Por isso, o lucro da Méliuz é digno de uma empresa de tecnologia. Só para ilustrar, em 2019 a organização lucrou R$ 15 milhões, e em 2020 a receita da companhia já cresceu 60%.

Não é à toa que assim que suas ações foram lançadas na B3 houve uma grande expectativa de valorização.

Vale a pena investir na Méliuz?

Conforme você viu, a Méliuz proporciona uma relação incrível de ganha-ganha-ganha. Mas, agora tem mais um jeito de ganhar dinheiro com a empresa: investindo nela.

Desde o dia 5 de novembro é possível comprar ações da empresa. E em menos de dois meses, a valorização já passou dos 50%.

Só para ter uma ideia, no dia 16 de dezembro, as ações da Méliuz chegaram a valer R$ 16. Uma valorização de 60% em 40 dias.

Publicidade

A recomendação da ação continua para compra com preço-alvo em R$ 20. Portanto, ela deverá continuar se valorizando nos próximos meses.

Como faço para comprar ações da Méliuz?

Publicidade

As ações da Méliuz estão sendo negociadas na B3 com o ticket CASH3. A aquisição pode ser feita por meio de qualquer corretora de valores credenciada.

Como a empresa vem crescendo ano após ano, e não possui muitos concorrentes em seu segmento, está sendo um bom momento para investir nela.

Afinal, é ou não é bom ser sócio da Méliuz? Agora, além de ganhar com o cashback, você pode também passar a ganhar dinheiro sendo acionista da empresa.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos e parentes nas redes sociais.