Natal: 1/3 dos brasileiros deve usar o 13º para fazer as compras para a família

O Natal está chegando, e aproximadamente ⅓ dos brasileiros pretendem usar os 13º salário nesta época para fazer compras para a família. Isso deverá aquecer o comércio durante todo o mês de dezembro.

Publicidade
Anúncios

Compras de Natal

compras para a família

A primeira parcela do 13º salário já caiu na conta dos brasileiros, e de cada três pessoas, uma vai gastar o dinheiro nas compras de fim de ano. Vale destacar que na Black Friday deste ano, as compras com cartão cresceram 20% em relação ao ano passado.

Portanto, esse movimento na Black Friday deu um sinal positivo para o comércio, que só em compras no cartão de crédito, débito e pré-pago faturou mais de R$ 28 bilhões. Agora os lojistas já pensam no lucro do Natal.

Afinal, essa é uma das épocas mais importantes para o segmento. Até porque, todos os anos as vendas costumam crescer nessa época do ano. Quer saber mais sobre as vendas do Natal 2021? Vem com a gente neste post.

CARTÃO MÉLIUZ
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO MÉLIUZ

CASHBACK
 
SEM ANUIDADE
Receba de volta parte do dinheiro que gastar
Você permanecerá no site atual

Vendas deste Natal deverão superar 2020

Por conta do aumento de vendas na Black Friday, os lojistas já estão mais confiantes para o Natal deste ano. Embora a inflação tenha sido o grande vilão para o comerciante, a redução no poder de compra do brasileiro parece não ter interferido no ânimo da população.

Anúncios
Publicidade

De acordo com a Confederação Nacional dos Lojistas (CNDL), o setor do comércio deverá retomar o movimento de antes da pandemia, sendo que as vendas no período deverão injetar quase R$ 70 bilhões na economia.

Por conta do avanço na vacinação e o pleno funcionamento das atividades comerciais em todo país, a expectativa é que 77% dos consumidores presenteie este ano, retornando ao patamar de consumo pré-pandemia.

Publicidade

Segundo a pesquisa feita pela CNDL em parceria com o SPC Brasil e Offer Wise Pesquisas, aproximadamente 123,7 milhões de pessoas deverão ir às compras de presentes de Natal.

José César da Costa, presidente da CNDL, acredita que o avanço da vacinação e a reabertura total das atividades comerciais em todo país vão trazer boas expectativas para o setor, mesmo diante de um cenário de dificuldade econômica.

Reabertura da economia gera mais otimismo

Segundo Costa, o fato deste ano possibilitar a realização de festas e eventos sociais e corporativos estimula as compras e o consumo. Apesar de estarmos passando por um momento difícil da economia, a força do Natal se sobrepõe às adversidades.

Publicidade

Até porque, o Natal é o período mais aguardado do ano para os consumidores e comerciantes, e dá indícios de que a disposição dos brasileiros para consumir está retornando, ainda que aos poucos.

Entretanto, vale destacar que 26% dos brasileiros entrevistados não pretendem presentear no Natal, sendo que a principal justificativa é a falta de dinheiro. Além disso, 19% disseram que não gostam ou não têm costume e 16% que estão desempregados.


Leia também:


Crianças serão as mais presenteadas no Natal

Segundo a pesquisa feita pela CNDL, os filhos serão os mais presenteados neste Natal. Sendo que 62% dos entrevistados pretendem presenteá-los. Na sequência vêm as mães que serão presenteadas por 45% dos entrevistados.

Publicidade

Os cônjuges também receberão presentes de 42% dos entrevistados, e 69% das pessoas disseram que pretendem comprar presentes para si mesmo no Natal. Para se ter uma base, os consumidores pretendem comprar 4,5 presentes para algum familiar ou amigo no Natal.

O ticket médio de cada presente será de R$ 122,78, sendo que metade dos entrevistados desejam gastar até R$ 150 por presente. Dentre os itens mais comprados estão roupas (61%), brinquedos (37%), perfumes e cosméticos (36%) e acessórios (24%).

Embora o varejo físico volte a vender mais em 2021, a internet ainda continua sendo a maior tendência de compras online. Até porque, 45% dos consumidores pretendem fazer compras virtuais, seguidos de 40% que vão comprar em shopping center.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.