Auxílio emergencial 2021 começa em abril

O auxílio emergencial terá uma nova rodada de pagamentos a partir do mês de abril. O benefício está ajudando milhares de brasileiros a se manterem em meio à pandemia da Covid-19.

Publicidade
Publicidade

Ajuda financeira em meio à crise

O auxílio emergencial tem ajudado milhares de brasileiros a se manterem financeiramente em meio à crise provocada pela Covid-19. O benefício é concedido pelo Governo Federal e liberado para pagamento na Caixa Econômica Federal.

Em 2020, foram pagos cerca de 228 bilhões de reais de auxílio emergencial para 67,9 milhões de brasileiros. Em 2021, a data de pagamento do auxílio está prevista para começar a partir do mês de abril, em quatro parcelas.

Com valor reduzido, o auxílio emergencial 2021 também seguirá novas regras para ser pago aos cidadãos. Saiba mais neste artigo!


Leia também:


Quem poderá receber o auxílio emergencial 2021?

No dia 31 de março de 2021, o Diário Oficial da União divulgou o pagamento do auxílio emergencial 2021, que deve começar a partir de abril (previsto para o dia 6). A forma de pagamento continua sendo de acordo com o mês de aniversário do contribuinte.

Anúncios
Publicidade

O auxílio desse ano será pago apenas para quem já estava recebendo em 2020, ou seja, não serão aceitas novas solicitações. Para saber se você está elegível para receber o auxílio em 2021, clique aqui. Vamos relembrar as regras principais para receber ou não o auxílio emergencial:

  • A renda por pessoa não pode ultrapassar R$ 550 e a do grupo familiar deve ser de até R$ 3.300;
  • Ter mais de 18 anos;
  • Não estar registrado em carteira (emprego formal);
  • Não estar recebendo nenhum auxílio previdenciário ou trabalhista;
  • Profissionais liberais não poderão receber;
  • Microempreendedores Individuais estão autorizados a receber;

Quantidade de parcelas e valor pago do auxílio emergencial 2021

Os depósitos continuarão sendo feitos via aplicativo Caixa Tem, e só estarão disponíveis para saque de acordo com o calendário da Caixa.

Publicidade

Os pagamentos serão realizados em quatro parcelas de R$ 150 (pagos para famílias de uma só pessoa), R$ 250 (para famílias com duas ou mais pessoas), ou R$ 375 (para mães que são chefes de família – monoparental). Os primeiros a receberem o benefício serão os cidadãos cadastrados no Bolsa Família.

O que fazer se o meu auxílio for negado?

O Ministério da Cidadania informa que os trabalhadores que tiveram o auxílio emergencial 2021 negado, poderão solicitar a contestação da decisão até dia 12 de abril de 2021 – dentro do prazo máximo de 10 dias.

Basta acessar o site da Dataprev , inserir os dados pessoais e depois clicar em enviar. Se ao visualizar o resultado e o seu benefício foi negado, clique no botão “contestar” para que ele seja revisado.

Publicidade

Não é necessário comparecer até uma agência da Caixa para mandar revisar o benefício, tampouco para receber as parcelas. Todas as solicitações podem ser feitas pela internet e no aplicativo do Caixa Tem.

Só poderão fazer a contestação os cidadãos que já estavam recebendo o benefício em 2020. Essa é uma forma de controlar o número de cidadãos que receberão as quatro parcelas do auxílio emergencial.

Auxílio emergencial é uma saída para amenizar os impactos da pandemia

Sabemos que a crise provocada pela pandemia afetou o mundo inteiro, deixando milhares – se não milhões – de pessoas desempregadas. O auxílio emergencial 2021 é uma forma de manter o sustento de pais e mães de família espalhados pelo Brasil, mesmo que o valor do benefício não seja alto.

Publicidade

Esse com certeza é um fôlego financeiro no orçamento dos cidadãos, e deve ser usado com consciência, em prol de manter parte do sustento da família.

Gostou desse artigo? Confira mais conteúdos de valor para você em nosso site! Não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais e para quem precisa saber mais sobre o auxílio emergencial 2021.