Nubank agora poderá ter distribuidora de investimentos. Entenda!

A fintech Nubank não para de inovar. Agora, o banco digital terá uma distribuidora de investimentos. Saiba todas as informações no artigo abaixo.



Anúncios

Nubank e distribuidora de investimentos

Nubank poderá ter distribuidora de Investimentos

O Nubank é conhecido por estar sempre inovando a vida dos seus clientes. E a novidade do momento é que agora o banco terá uma distribuidora de investimentos.

A autorização foi concedida pelo Banco Central para a Nu Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM). A decisão foi publicada no diário oficial no último dia 23.

A sede da nova empresa do Nubank ficará na cidade de São Paulo, e o capital social inicial será de aproximadamente R$2 milhões.

Quer saber mais sobre a distribuidora de investimentos do Nubank? Então continue com a leitura por mais alguns minutinhos.



Anúncios

Qual a finalidade da distribuidora de investimentos do Nubank?

O Nubank é conhecido por ser o primeiro banco a criar um cartão de crédito sem taxa de anuidade que pode ser controlado 100% online.



Anúncios

Só para ter uma ideia, no ano de 2020, a fintech ultrapassou a marca de 30 milhões de clientes, e se consagrou como o maior banco digital do país.

Em janeiro deste ano, o Nubank criou a sua gestora de investimentos e se filiou à Anbima, dando assim o seu primeiro passo nesse caminho.

No mês de setembro, o banco digital foi ainda mais além e adquiriu a Easynvest que continua operando normalmente a carteira dos seus clientes.

Entretanto, na época, o banco já havia mostrado que pretendia integrar o serviço das duas plataformas. E agora com essa autorização do Banco Central isso pode acontecer.

Até porque, agora o Nubank poderá avançar na oferta de títulos para os seus clientes, expandindo ainda mais os serviços oferecidos.


Veja também:


Atualmente não é possível investir no Nubank?

Hoje em dia, o Nubank somente oferece aplicações de renda fixa para seus clientes. Ou seja, aplicações parecidas com o CDB.

Só para ter uma ideia, qualquer dinheiro que fica parado na conta do Nubank já rende 100% do CDI. E ainda existe o resgate programado.

Nesse segundo caso, você pode escolher a data de resgate da sua aplicação, e quanto mais longa ela for, maior será a rentabilidade do seu investimento.

Agora com essa autorização do Banco Central, o Nubank não precisará ficar limitado apenas em produtos de renda fixa, podendo expandir seus horizontes.

Isso quer dizer que, a partir de agora, o banco poderá também negociar ativos de renda variável em sua plataforma. Interessante, né?

E o que são ativos de renda variável?

Ativos de renda variável, para quem não sabe, são aqueles que não possuem uma rentabilidade fixa. Ou seja, elas variam tanto para mais quanto para menos.

Por exemplo, quando você compra ações de uma empresa, elas poderão se valorizar ou até mesmo se desvalorizar.

Esse é um mercado que possui um pouco mais de risco para o investidor, mas ao mesmo tempo também proporciona uma melhor rentabilidade.

E como a Taxa Selic está no seu menor patamar da história, muitas pessoas começaram a optar por diversificar os seus investimentos em renda variável.

Como faço para investir em renda variável?

Hoje em dia, para investir em renda variável, como ações, fundos imobiliários, fundos de investimentos, você pode procurar uma corretora, como a Easynvest, por exemplo.

Alguns bancos como o Santander e o Itaú também possibilitam que seus clientes façam investimentos em ativos de renda variável.

Uma outra opção é a Órama Investimentos que conta com uma gama de produtos tanto de renda fixa quanto de renda variável.

E o Nubank, para não ficar para trás, acabou de criar a sua própria distribuidora. Pelo visto, 2021 promete ser um ano de inovações na fintech.

E você, o que achou dessa novidade? Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e parentes nas redes sociais.