Pagamento por aproximação cresce 285%. Confira neste post!

Na pandemia, o pagamento por aproximação cresceu 285%. As medidas de distanciamento social influenciaram o crescimento. Entenda.

Publicidade
Publicidade

Pagamento por aproximação cresce 285%

Pagamento por Aproximação

O pagamento por aproximação é uma modalidade que já vinha crescendo ano a ano, mas depois da pandemia, ela se popularizou ainda mais.

De acordo com dados da Rede, empresa de meios de pagamento do Itaú Unibanco, o pagamento por aproximação cresceu 285% em 2020.

A Rede vem registrando um crescimento de aproximadamente 20% ao mês, desde maio, nessa modalidade.

Quer saber mais sobre esse crescimento nos pagamentos por aproximação? Então continue mais alguns minutinhos por aqui.

Anúncios
Publicidade

Qual o principal motivo desse crescimento?

A tecnologia NFC (Near Field Communication) não é uma tecnologia nova, visto que ela foi criada no longínquo ano de 2002.

No entanto, ela começou a ser usada nos cartões de crédito a pouco tempo. E com a chegada da pandemia, a preferência por essa forma de pagamento cresceu.

Publicidade

Tanto é que, em julho, foi aprovado um aumento de R$ 50 para R$ 100 nas operações por aproximação sem necessidade de senha. E agora em dezembro, foi aprovado pela Abecs um novo aumento de R$ 100 para R$ 200.

O principal motivo para esse crescimento repentino foram as medidas de distanciamento social impostas por conta da pandemia.

Por isso, tanto os consumidores quanto as empresas passaram a optar por este formato de pagamento que evita o contato físico.

Não só o pagamento por aproximação cresceu no país

Publicidade

Além do pagamento por aproximação, uma nova modalidade de pagamento que cresceu nos últimos meses foi o link de pagamento.

Essa é uma solução que simplifica a conclusão de uma venda. Inclusive, ela passou a ser adotada no sistema delivery por várias empresas.

O interessante do link de pagamento é que ele pode ser enviado por e-mail, SMS, WhatsApp ou até mesmo pelas redes sociais.

Publicidade

Nesse caso, o cliente escolhe se quer pagar com dinheiro ou com cartão de crédito, e o lojista paga uma taxa em torno de 4% para receber em 30 dias. Dependendo da operadora é possível antecipar esse valor.


Veja também:


Qual foi o crescimento do link de pagamento?

Somente entre os meses de outubro e novembro, o crescimento dos links de pagamento foi de 33%. E este crescimento não deverá parar por aí.

Até porque, a tendência é que o dinheiro vá se tornando cada vez mais digital. Inclusive, o próprio Pix veio fortalecer isso.

Só para ter uma ideia, as carteiras digitais também tiveram um crescimento exponencial em 2020 e estão incorporando cada vez mais serviços para seus clientes.

Os bancos digitais como Nubank e Banco Inter, andaram na contramão da economia neste ano, e tiveram um crescimento acima da média.

Publicidade

O crescimento deverá ser ainda maior em 2021

Tanto o pagamento por aproximação quanto os links de pagamentos que são oferecidos pelo PagBank deverão continuar crescendo em 2021. Afinal, mesmo que a pandemia chegue ao fim, alguns hábitos de consumo não mais voltarão ao normal.

Publicidade

Até porque, a digitalização nos proporciona muito mais segurança e facilidade no nosso dia a dia. Pense: hoje você nem precisa mais sair com carteira.

Basta ter uma carteira digital onde você possa cadastrar um cartão de crédito, colocar dinheiro e fazer pagamento por aproximação usando seu smartphone. As chances de você ser vítima de um assalto são muito menores.

Além disso, os pagamentos por QR Code também deverão crescer no próximo ano, visto que os lojistas passarão a aceitar cada vez mais essa modalidade. Ao que tudo indica, os fabricantes de carteiras físicas terão que se reinventar.

E você, o que acha dessa transformação digital? Se gostou deste artigo compartilhe com seus amigos nas redes sociais.