PIS / Pasep não foi sacado por 3 milhões de brasileiros

O PIS / Pasep é um abono salarial pago anualmente pelo governo para todo trabalhador que tenha trabalhado ao menos 30 dias com carteira assinada e recebido até dois salários mínimos no mês. Entenda!

Publicidade
Anúncios





PIS / Pasep

Pis Pasep

Qualquer trabalhador inscrito no PIS / Pasep há mais de cinco anos e que tenha trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base e recebido até dois salários mínimos por mês, tem o direito de receber o abono salarial.

O valor do benefício é proporcional ao tempo trabalhado no ano-base, podendo chegar a até 1 salário mínimo se a pessoa tiver trabalhado todos os meses do ano. No entanto, apesar da ajuda, cerca de 3 milhões de pessoas não fizeram a retirada do benefício.

Os trabalhadores que possuem esse direito terão até o dia 30 de junho para se dirigir a Caixa Federal ou ao Banco do Brasil para receberem o abono. Quer saber mais sobre o PIS / Pasep? Então continue com a gente mais alguns minutinhos.

O que é o PIS / Pasep?

O PIS / Pasep é um abono salarial pago uma vez ao ano para os trabalhadores que estão inscritos no programa há mais de cinco anos e que tenham trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base recebendo até dois salários mínimos.

Anúncios
Publicidade

Ele está sendo pago para todas as pessoas que trabalharam com carteira assinada ou como funcionário público por pelo menos 30 dias no ano-base de 2019 ou antes disso, e ainda não retiraram o valor.

É importante destacar que a data limite para o recebimento é dia 30 de junho, sendo que os funcionários da iniciativa privada recebem pela Caixa Econômica Federal, enquanto os funcionários públicos recebem pelo Banco do Brasil.

Publicidade

O valor mínimo da parcela é de R$ 92, e é pago para quem trabalhou apenas 30 dias no ano-base, já o valor máximo da parcela é de R$ 1.100 destinado para quem trabalhou durante todo o ano-base. Ou seja, é um valor que ajuda bem durante o ano.

Por que as pessoas não sacaram o benefício?

Quem não sacou o benefício a que tem direito, não o fez, talvez por falta de conhecimento. Por isso é importante se informar sobre ele. Afinal, quem não for atrás até o dia 30 de junho não terá mais o direito de receber este ano.

Para fazer a consulta do benefício, primeiramente é necessário saber o número do NIS (Número de Identificação Social) ou NIT (Número de Identificação do Trabalhador) que pode ser encontrado na carteira de trabalho ou extrato do FGTS.

Publicidade

Se você não conseguir encontrá-lo e for trabalhador da iniciativa privada é possível solicitá-lo na Caixa Econômica Federal. Já se você for funcionário público, dá para fazer a solicitação no Banco do Brasil. Uma outra possibilidade é acessar o site do CNIS.


Veja também:


Como fazer a solicitação do PIS / Pasep?

Uma vez que você já esteja com o número do NIS ou NIT na mão, poderá fazer a solicitação do benefício. Se você é funcionário da iniciativa privada, ela pode ser feita pelo App Caixa Trabalhador, pelo site www.caixa.gov.br/abonosalarial ou então pelo telefone 0800-726-0207.

Nesse caso o dinheiro é transferido para sua conta na Caixa e pode ser movimentado com o cartão. Caso não tenha uma conta na Caixa, você pode solicitar a transferência para a Poupança Social da Caixa e fazer a movimentação pelo App Caixa Tem.

Publicidade

Já para quem é servidor público, o Pasep pode ser acessado pelo site www.bb.com.br/pasep ou se preferir pelo telefone 0800-729-0722. Também é possível ir até uma agência do Banco do Brasil e acessar pelos canais de atendimento, ou presencialmente dentro da agência.

Esse ano todos os trabalhadores têm até o dia 30 de junho para solicitar o benefício. Gostou deste artigo? Então compartilhe com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.