Pix na mira dos golpistas: Confira 6 dicas para não cair em roubadas

Para evitar cair no golpe do Pix, é preciso tomar alguns cuidados. E para ajudar nessa empreitada, separamos neste artigo 6 dicas essenciais para você não cair em roubadas e ser lesado.

Publicidade
Anúncios

Pix na mira dos golpistas

Pix

Apesar de ser uma plataforma que chegou ao mercado há pouco mais de 8 meses, o Pix vem ganhando a aderência de milhares de brasileiros. No entanto, junto com o seu crescimento, também aumentaram os golpes usando a plataforma.

De acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), a representatividade do Pix já chega a 30%, número este bem superior aos 7% que foram registrados no mês de novembro do ano passado quando o sistema foi lançado.

Para se ter uma ideia, de novembro a junho o montante de transações chegou a superar a marca dos R$ 441 bilhões. Já são mais de 274 milhões de chaves ativas. Ao todo mais de 760 instituições bancárias já aderiram ao sistema.

CARTÃO SANTANDER SX
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO SANTANDER SX

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Cartão de crédito com limite mínimo de R$ 250!
Você permanecerá no site atual

Cuidados com os golpes no Pix

Diante do seu rápido crescimento, houve também um aumento nos golpes envolvendo a plataforma do Banco Central. Por isso, Francisco Carvalho, CEO da Zipdin, fintech pioneira nos serviços de Bank as a Service, listou alguns cuidados necessários que você precisa ter para não cair em golpes.

Anúncios
Publicidade

1 – Use apenas os canais oficiais para fazer transferências

De acordo com o executivo, é preciso tomar um cuidado redobrado com mensagens via SMS, ou e-mails. Por isso, é importante sempre acessar o App do seu banco ou fintech para realizar as transferências. 

Afinal, ao clicar em um link recebido por SMS ou e-mail, você pode ser direcionado para sites falsos bastante parecidos com o site da instituição, tornando você uma vítima de golpe. Além disso, jamais passe seus dados por telefone.

Publicidade

Veja também:


2 – Evite usar wi-fi de locais públicos

Um outro cuidado que é preciso ter é não usar wi-fi de locais públicos para realizar as suas transferências. Pois, pode haver vírus que colocam os seus dados em risco. Sendo assim, deixe para realizar as transferências quando chegar em casa.

3 – Somente informe a sua chave Pix para o pagador

É preciso entender que há uma grande diferença entre a chave Pix e a senha para validar uma transação. Sendo assim, quando você precisa receber de alguém, lembre-se que não é necessário informar a sua senha, apenas sua chave Pix. Se alguém pedir a sua senha não passe, pois isso certamente será um golpe.

4 – Priorize o pagamento via Pix ao invés de NFC

O pagamento por aproximação é bastante prático e ajuda as pessoas a não precisarem realizar contato físico na hora de pagar as contas. Entretanto, alguns terminais podem ter sofrido alterações para roubar os seus dados. Por isso, se você notar algo suspeito, priorize o pagamento via Pix.

5 – Desconfie de pedidos de dinheiro via WhatsApp

Publicidade

Um dos golpes mais recentes está envolvendo pedidos de dinheiro via WhatsApp. Os fraudadores clonam celulares de pessoas conhecidas e se passam por elas para pedir dinheiro para os seus amigos.

Por isso, se algum amigo pedir um dinheiro emprestado para você realizar uma transferência via Pix, desconfie. É bem provável que o celular dele tenha sido clonado. Nesse caso, procure outros meios para se comunicar com a pessoa para saber sobre a veracidade da mensagem.

6 – Tome cuidado com QR Code falsos

Por fim, é preciso tomar um certo cuidado com QR Code falsos. Essa é talvez uma das mais recentes atuações dos criminosos digitais. Assim sendo, antes de fazer um pagamento usando essa tecnologia, certifique-se de que realmente o valor está correto e os dados do destinatário também.

Publicidade

Tomando essas precauções você evitará aborrecimentos futuros e não vai perder dinheiro para os golpistas. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.