PIX não irá cobrar tarifa de transferência entre pessoas físicas



Anúncios



Anúncios

O Nubank já havia revolucionado o mercado de transferências no Brasil. No entanto, com a chegada do PIX, haverá uma verdadeira revolução.

Esse sistema está sendo desenvolvido pelo Banco Central do Brasil e será usado para que pessoas transfiram valores para outras e façam pagamentos sem custo algum.

Além do mais, as transferências poderão ser feitas 24 horas por dia durante 7 dias por semana. Diferente do que acontece hoje, onde elas são realizadas somente durante os dias úteis.

A proposta de isenção de tarifas de transferências pelo PIX está sendo trabalhada pelo Departamento de Competição e de Estrutura de Mercado Financeiro do BC, e ainda deverá ser apresentada para a diretoria.



Anúncios



Anúncios

Entretanto, a isenção será somente para o repasse de valores realizados entre pessoas físicas, sendo que essa regra estará editada em uma nova norma feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

PIX promete revolucionar todo o sistema financeiro

Essa novidade irá facilitar a vida das pessoas e pôr fim nas altas taxas que são cobradas pelos bancos para a realização de transferências.

Há instituições onde o valor cobrado por um TED ou DOC chega a R$ 20. Além disso, as transferências hoje em dia só podem ser realizadas dentro do chamado horário comercial, dificultando ainda mais a vida das pessoas.



Anúncios

Já com o PIX, além das transferências serem gratuitas, elas poderão ser feitas a qualquer hora do dia em qualquer dia da semana. Uma verdadeira revolução no que diz respeito às transferências entre pessoas.

Fora isso, o sistema PIX ainda permitirá que as pessoas façam compras no Brasil, pagando em dinheiro, cartão ou boleto bancário. A previsão do Banco Central é que a tecnologia já esteja disponível à partir de novembro deste ano.

Contudo, não foi divulgado pelo BC se haverá um limite gratuito de transferências ou se elas serão ilimitadas. Breno Lobo, analista do BC, em uma transmissão ao vivo, disse que:

“O primeiro ponto é que é baixíssimo o custo pelo uso da infraestrutura do BC. Um banco não pode, portanto, cobrar para emitir um cartão de débito e pelas transações. A lógica é a mesma para o sistema de pagamentos instantâneos”.

Pagamentos de impostos também poderão ser feitos na plataforma

Um outro ponto interessante do PIX é que os usuários também poderão pagar impostos do governo pela plataforma.

Essa funcionalidade será fruto de um acordo de cooperação entre o Banco Central e o Tesouro Nacional. Várias serão as possibilidades de pagamento pela ferramenta.

Dentre elas estarão a taxa de passaporte, taxas de entrada e também de fiscalização da Anvisa. Ainda está sendo estudada a possibilidade de pagamentos e recebimentos de tributos da Receita Federal.



Anúncios


Veja também:

Vale a pena ser cliente da Credicard? Conheça 9 benefícios

Auxílio emergencial: Elo desenvolve tecnologia para pagamento sem contato

Golpes no cartão de crédito: Fique atento para não cair em um


Um pouco mais sobre o PIX

Diversas instituições financeiras já estão, desse modo, fazendo a adesão ao sistema de pagamentos instantâneos do governo. Ao todo, quase mil bancos, cooperativas e fintechs já estão participando do projeto.

Todos os grandes bancos do Brasil aderiram ao sistema, afinal, a ferramenta será uma verdadeira revolução e irá diminuir o custo para as instituições e fornecer ainda mais usabilidade e agilidade aos usuários.

Uma outra vantagem é a diminuição da circulação do dinheiro em espécie que possui um custo logístico de aproximadamente R$ 10 bilhões ao ano, segundo a Federação Nacional dos Bancos (Febraban).



Anúncios

Não há ainda como garantir que esse será o fim de TEDs e DOCs, mas que ele marcará o início de uma mudança profunda, isso é evidente.

Hoje em dia, os bancos digitais como o Nubank e Banco Inter já estão oferecendo transferência gratuita para seus clientes. É o futuro cada vez mais próximo das nossas vidas.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.