Reconhecimento Facial: tecnologia começa a ser testada pelo PicPay

Reconhecimento facial no PicPay: tem o foco em simplificar o pagamento evitando contato físico nos estabelecimentos após a pandemia. Confira.

Publicidade
Anúncios

Reconhecimento Facial

PicPay

Já pensou se você pudesse realizar pagamentos e ao invés de senha usasse o reconhecimento facial? Essa tecnologia já está sendo testada pelo PicPay.

A informação foi dada por Gueitiro Matsuo, que disse que a empresa já está começando os novos testes da tecnologia para a realização de pagamentos.

Em uma entrevista concedida para o Canaltech, Matsuo afirmou que a sede do Banco Original será usada como área de testes desta nova ferramenta.

Caso isso venha a realmente acontecer, será uma verdadeira revolução tecnológica na área de pagamentos, já que hoje em dia o processo de reconhecimento facial ainda não é usado por nenhuma fintech no país.

Anúncios
Publicidade

Como funciona a tecnologia de reconhecimento facial?

A tecnologia funciona em conjunto com o clássico QR Code. Desse modo, o aplicativo do PicPay irá conseguir confirmar a transação através do reconhecimento facial, sem nenhum contato físico.

Funciona assim: o cliente vai até o caixa e confirma sua identidade ao se posicionar em frente a um tablet.

Publicidade

Em poucos segundos a cobrança será enviada diretamente para o aplicativo do usuário, que precisará revisar o valor para então confirmar a compra. 

Feito isso, o estabelecimento irá emitir o cupom no momento da confirmação, como já acontece com os cartões de crédito tradicional. 

Por meio dessa tecnologia, ficará muito mais difícil acontecer fraudes nos pagamentos, o que irá gerar muito mais segurança para os usuários do aplicativo. Este é um passo na frente que a PicPay está dando.


Publicidade

Veja também:


Quais estabelecimentos estarão aptos para receber a tecnologia?

Como o sistema ainda está em fase de testes, não se sabe quando a tecnologia será expandida para os comerciantes. Mas, ao que tudo indica isso não deve demorar.

Afinal, o PicPay já estuda oferecer a API aberta para os parceiros em potencial, que começarão então a distribuir essa facilidade para os clientes.

Publicidade

Isso vai possibilitar, uma maior customização do sistema a setores específicos, como o setor de alimentos e varejo por exemplo.

O sistema de pagamento via PicPay está em fase de expansão no Brasil, e ainda permite somente algumas configurações na ferramenta, mas não na escala que essa possibilidade irá representar.

Portanto, já é possível antever o quanto a aplicação desta nova tecnologia irá facilitar tanto a vida de quem está vendendo quanto de quem está comprando.

E quando o reconhecimento facial será liberado para os clientes?

Como a tecnologia ainda se encontra em fase de testes, neste primeiro momento ela será liberada somente para os funcionários do Banco Original.

Portanto, o pagamento por reconhecimento facial será estudado no café da sede do banco, e assim será acompanhado a sua evolução para então ser introduzido no mercado.

Dependendo da evolução do projeto, a ideia do PicPay é disponibilizar a tecnologia para os empreendimentos parceiros logo após o fim da pandemia do Coronavírus.

Publicidade

Concluída a fase de testes, o PicPay será a primeira empresa a oferecer este tipo de tecnologia no Brasil. Bem bacana, não é verdade?

Publicidade

Os testes do reconhecimento facial estão em desenvolvimento dentro da fintech desde o início deste ano. No entanto, após a crise causada pelo coronavírus houve uma aceleração nos testes dentro da empresa.

Dessa forma, além da meta de atingir 20 milhões de clientes, a PicPay também pretende ampliar a rede de alcance viabilizando uma modalidade de pagamento que não precisa de aproximação e toques.

Este é o futuro chegando na vida das pessoas. Afinal, quando a pandemia chegar ao fim, nada mais será como antes.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.