Renda fixa ou renda variável: onde investir em 2022?

Investir dinheiro já não é algo somente para pessoas ricas. Hoje qualquer um pode investir com menos de R$ 100. No entanto, é preciso pesquisar um pouco sobre o tema para encontrar as melhores opções.

Publicidade
Anúncios

Investimentos

renda fixa ou variavel

O ano de 2022 já começou. E para ter um ano mais tranquilo e sem muitas surpresas, é preciso começar a pensar em poupar e investir. Hoje em dia todos sabemos que não é preciso ser um expert na área para começar.

Além disso, também não é necessário ter um montante de dinheiro muito alto para iniciar os investimentos. No entanto, é preciso estar atento a algumas tendências do mercado para melhorar a rentabilidade da sua aplicação.

Existem basicamente duas possibilidades de investimentos: renda fixa e renda variável. O investimento em renda fixa é considerado mais seguro, mas também menos rentável que o investimento de renda variável.

CARTÃO PAGBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO PAGBANK

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
O cartão Visa PagBank* é grátis, sem anuidade e internacional.
Você permanecerá no site atual

O que é o investimento em renda fixa?

Para quem não sabe, renda fixa são ativos que possuem pouco ou nenhum risco para o investidor. Atualmente existem algumas opções no mercado como CDB, Tesouro Direto, LCI, LCA, CRI e CRA.

Anúncios
Publicidade

Esses investimentos costumam ser prefixados ou pós-fixados. No caso da opção prefixada, a rentabilidade sobre o capital já é conhecida antes mesmo da aplicação. Já os investimentos pós-fixados seguem algum índice como a taxa Selic ou IPCA.

A renda fixa é vista como uma excelente opção para quem tem um perfil mais conservador e não quer correr muito risco. Já os investimentos de renda variável possuem risco, pois nem sempre operam no positivo.

Publicidade

Leia também:


O que é investimento em renda variável?

O investimento em renda variável é aquele que possui mais riscos, e como exemplo podemos citar ações, fundos imobiliários, fundos de investimentos e até mesmo criptomoedas.

Nesse caso, no momento de investir não há muita certeza de que haverá retorno sobre o capital investido. Porém, assim como você pode ter prejuízo com o investimento, também poderá ter um lucro muito maior.

Esse tipo de investimento é mais indicado para quem possui um perfil mais arrojado e menos conservador. Afinal, é preciso ter paciência e não se desesperar quando estiver operando no vermelho.

Quando optar por renda fixa ou renda variável?

Publicidade

Em épocas onde a economia está mais estável, investir em renda variável pode ser uma boa alternativa. Até porque, as empresas costumam ir melhor, a taxa básica da economia é menor e há maiores tendências de ganho.

Já em épocas mais turbulentas o investimento em renda fixa é mais indicado. Afinal, a taxa Selic costuma subir, oferecendo mais rentabilidade para aplicações como CDB e Tesouro Direto, por exemplo.

Além disso, diante da turbulência as empresas costumam investir menos, e por isso passam a ter menos lucro e expectativa de crescimento, fazendo com que o valor das suas ações não cresça ou até mesmo encolha.

Publicidade

Como escolher uma aplicação?

Para escolher uma aplicação é preciso primeiramente avaliar o seu perfil. Conforme dissemos, se você for uma pessoa mais conservadora, o ideal é optar por ativos de renda fixa.

Já se você tiver um perfil mais arrojado, poderá optar por ativos de renda variável. No entanto, é preciso entender que 2022 ainda é um ano turbulento para a economia, com bastante incertezas no cenário.

Além disso, por conta da pressão inflacionária, o COPOM (Conselho de Políticas Monetárias) aumentou mais uma vez a taxa Selic, fazendo com que investimentos em renda fixa se tornassem ainda mais atrativos.

Portanto, considerando o cenário de incertezas e a melhora na rentabilidade de investimentos de renda fixa, esse é um bom ano para evitar riscos procurando aplicar o capital em ativos mais seguros.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.