Renda Brasil: qual será o valor mensal deste novo programa social?



Anúncios



Anúncios

Recentemente o governo federal anunciou que deverá lançar no segundo semestre deste ano o programa Renda Brasil. Ele deverá substituir o Bolsa Família.

Esse novo programa de renda mínima permanente deverá não só substituir o Bolsa Família como também ampliá-lo ainda mais.

Desse modo, o programa será mais abrangente, sendo mais parecido com um programa de renda mínima universal que vem sendo debatido nos mais variados países do nosso globo.

Embora o tema não seja novo, ele ganhou força por conta da pandemia de coronavírus que colocou muita gente em uma situação delicada.



Anúncios

Portanto, ao garantir uma renda mínima para grande parte da população, o governo está evitando que novas crises como essa possam vir a surgir em caso de uma nova pandemia assolar o planeta.



Anúncios

Qual será o valor pago pelo Renda Brasil?

Atualmente, o Bolsa Família, que é o maior programa social do governo, transfere entre R$ 89 e R$ 205 para famílias com crianças e adolescentes matriculados na escola.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, cerca de 13,5 milhões de famílias são beneficiadas com esse programa. 

A ideia, portanto, é criar um programa que irá englobar não só o Bolsa Família mas também outros benefícios sociais, com mais alcance e com um valor maior, variando entre R$ 200 e R$ 300 mensais.

Recentemente, o governo está pagando a terceira parcela do auxílio emergencial para aproximadamente 50 milhões de brasileiros.

O governo federal anunciou que este programa irá se estender por mais três meses. Com pagamentos de R$ 500, R$ 400 e R$ 300 respectivamente.



Anúncios

A ideia de fazer o pagamento escalonado das próximas três parcelas é ir preparando os beneficiários para o fim do programa. E também para o governo preparar o lançamento do programa Renda Brasil.

No entanto, apesar do anúncio, é necessário que o pagamento escalonado seja aprovado pelo congresso. O parlamento defende, no entanto, a permanência de mais três parcelas no valor de R$ 600.

Novo programa de transferência de renda é aposta do governo federal

O governo federal está empenhado na construção de um novo programa de transferência de renda, visando a sua própria popularidade frente às camadas mais baixas da população.

Isso porque, mesmo diante de pequenos escândalos como o caso Queiroz, o governo viu sua popularidade aumentar por conta do auxílio emergencial que está ajudando milhares de pessoas durante a pandemia.

Nem a saída do ministro Sérgio Moro, foi capaz de abalar a popularidade do governo. Entendendo isso, o ministério da Economia já pretende manter um programa de Renda Mínima permanente para a população.



Anúncios

Além da popularidade, este programa será capaz de evitar um recesso ainda maior na economia brasileira. O anúncio oficial onde será mostrado quem terá direito e qual será o valor ainda não foi feito pelo governo.


Veja também:

Credicard Beta Visa Platinum: um cartão aberto a sugestões do cliente

Moderninhas: nova campanha é lançada pelo PagBank

C6 Bank amplia a rentabilidade dos seus investimentos



Anúncios


O Programa Renda Brasil deverá englobar outros benefícios sociais

Para viabilizar o programa Renda Brasil, o governo está estudando a unificação de diversos programas sociais como o Bolsa Família e o Farmácia Popular.

Por isso, ainda não foi definido o valor e o alcance do programa, visto que o governo precisa estudar de onde os valores poderão sair do orçamento público.

A transferência de renda é importante para acabar com a extrema pobreza no Brasil. E também diminuir o índice de gini que mede a desigualdade social no país.

Com esse programa, o governo Bolsonaro pretende se consolidar, facilitando assim a reeleição em 2022, além é claro, de colaborar para um país mais justo e com melhor distribuição de renda.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.



Anúncios